Turismo religioso

Além dos roteiros históricos, não faltam opções para quem procura descanso e diversão com a família, acompanhados de uma imersão na cultura e nos valores adventistas. os Catres são alguns desses principais destinos
Foto: Fotolia
Foto: Fotolia

O turismo religioso, um dos que mais crescem no mundo, também vai “de vento em popa” no Brasil. De acordo com estimativas do Departamento de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo (Depes/MTur), existem pelo menos 15 milhões de brasileiros interessados em destinos religiosos no país. Segundo dados levantados pelo órgão, somente em 2013 o número de viagens domésticas com motivação religiosa totalizou 3,94 milhões. Além dos de “casa”, o segmento vem atraindo também o público externo. Levantamentos ­atuais do Ministério do Turismo revelam que 22,6 mil estrangeiros tiveram a religião por motivo principal ao viajar para o Brasil em 2012.

O turismo ligado à fé vem igualmente ganhando expressividade no contexto adventista. A sede mundial da igreja conta com uma entidade que administra alguns de seus locais históricos, o Ministério da Herança Adventista (MHA), reconhecido oficialmente no início do ano passado. O MHA foi fundando em 1981 com a aquisição da casa de John e Betsey White, em Battle Creek, Michigan, onde a denominação foi fundada em 1863. O número de pessoas que visitam essa e outras propriedades que integram o patrimônio histórico adventista nos Estados Unidos é de mais de 12 mil pessoas por ano.

A despeito de o turismo ligado à fé adventista ser muito mais expressivo nos Estados Unidos do que no Brasil, esse segmento também está crescendo no cenário nacional, embora menos ligado ao aspecto histórico – ainda que as opções nesse âmbito também existam.

Uma das principais formas de expansão do potencial turístico religioso no contexto adventista é a crescente abertura de novos centros adventistas de treinamento e recreação, mais conhecidos como Catre. Espalhados por vários estados brasileiros, esses locais recebem cada vez mais turistas que procuram não apenas diversão e entretenimento, mas um ambiente mais favorável para descanso, cuidados com a saúde e relacionamento com Deus.

Só no mês de janeiro, especialmente por causa do réveillon e do período de férias escolares,
a unidade de Guarapari, no Espírito Santo, situada na região conhecida como Três Praias, costuma receber cerca de 3.500 visitantes. “Para a alta temporada, a procura hoje já é para 2016. Para este mês de janeiro não há mais vaga”, informa o administrador do Catres, Joelmo Gama. O local também é bastante procurado em época de Carnaval, quando a unidade registra até 2.500 turistas, que vão em busca de programas alternativos. Além dos 550 leitos, há espaço também para quem prefere um local mais “rústico”. Por isso, o ambiente é bastante procurado para retiros de igrejas e famílias em feriados prolongados.

Fotos: Carlos Metzker
Pela influência exercida pelo Catres no município de Guarapari, ES, praia da região ficou conhecida como “praia dos adventistas”. Fotos: Carlos Metzker

Ao longo dos 52 anos de existência, o Catres de Guarapari, um dos mais antigos, se tornou uma referência na região e um ponto de encontro de gerações. Não é por acaso que uma das praias da localidade ficou conhecida como “praia dos adventistas”. Por meio dessa influência positiva, o ambiente passou a receber também turistas não adventistas. Segundo Gama, esse público representa 25% dos visitantes, em média. O contato com a filosofia de vida cristã acontece de diversas maneiras, a começar pelo cardápio. Outro diferencial nos serviços prestados por essas instituições é o horário de funcionamento nos fins de semana. “Trabalhamos num regime de tempo diferenciado entre o pôr do sol de sexta e o de sábado. Nesse período, também não abrimos o portão de acesso à praia”, conta Joelmo Gama. Como alternativa, são realizadas atividades religiosas numa capela que comporta até 1.300 pessoas. Assim, “essas pessoas se divertem em meio à natureza enquanto ouvem a Palavra de Deus”, destaca Joelmo.

De litoral a litoral 

A cerca de 1.550 quilômetros de Guarapari, a unidade de Governador Celso Ramos, no litoral catarinense, também recebe cerca de 10 mil visitantes por ano. Na alta temporada de verão, o local recebe até 1.500 pessoas.

Os hóspedes vêm principalmente das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. Mas a presença de estrangeiros também tem se tornado cada vez mais comum, segundo Fábio de Azevedo, administrador do local. “Vários clientes vêm de países como Argentina, Paraguai, Chile e Uruguai. No verão, também recebemos turistas de países como os Estados Unidos”, conta.

Fé na bagagem

Nos últimos anos, o Catre de Santa Catarina também passou a ser procurado por fiéis de outras igrejas evangélicas para a realização de eventos e encontros. De acordo com Azevedo, aproximadamente 20% do público recebido anualmente é composto de não adventistas.

Quem passa por Santa Catarina, pode aproveitar também para conhecer a primeira Igreja Adventista do Brasil. Clique na imagem e saiba mais. Fotos: Eduardo Morais
Quem passa por Santa Catarina, pode aproveitar também para conhecer a primeira Igreja Adventista do Brasil. Clique na imagem e saiba mais. Fotos: Eduardo Morais

Pensando nesse perfil de turistas, há 12 anos o ambiente passou a oferecer também semanas de oração especialmente para os visitantes. Para esses eventos, são convidados pastores e apresentadores da TV Novo Tempo, já que parte desses turistas advém de igrejas evangélicas e já teve contato com a emissora. “Durante essas semanas de oração há cultos de manhã e à noite. Por meio do evento, conseguimos interagir com esses convidados não adventistas. Muitos deles fazem questão de participar das reuniões, pois querem conhecer pessoalmente os apresentadores da TV”, ressalta.

A influência religiosa é exercida tanto dentro quanto fora das instalações do Catre em Santa Catarina. Em 2013, a instituição distribuiu 15 mil livros missionários para turistas na Praia de Palmas. “Os próprios hóspedes, incluindo alguns que não eram membros da Igreja Adventista, nos ajudaram nesse trabalho”, observa Fábio de Azevedo.

Expansão

Em função da crescente busca por esses centros, a igreja vem investindo em novas unidades do Norte ao Sul do país. A estrutura diversificada oferece opções para todos os gostos e públicos, desde hospedagem em chalés e apartamentos até áreas de camping e de eventos. Tudo com o mesmo propósito: atender a igreja e expandir sua esfera de influência por meio de um pacote personalizado de serviços com o evangelho para os turistas.

Márcio Tonetti é editor associado da Revista Adventista

 

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.

  • Wander Faria

    Desde os pequenos encontros às grandes viagens que levam ao crescimento espiritual, só quem experimenta sabe o prazer do Turismo Religioso, que é muito mais divertido e prazeroso que muitos possam imaginar. O resultado é que será útil para você e muitos outros mais que poderão ser influenciados pela sua experiencia religiosa. Parabéns pela reportagem e gostaria de incentivar que continuem publicando matérias que despertem o interesse em se conhecer os palcos das histórias da Igreja e Bíblicos. O que é bom para o Cristão, é bom para a Igreja.