Alunos que passam pela educação adventista se sobressaem academicamente, diz estudo

Conclusão é de uma pesquisa de doutorado realizada com 50 mil crianças de escolas dos Estados Unidos, Canadá e Bermudas

Pesquisa de doutorado desenvolvida na Universidade La Sierra aponta contribuições do modelo educacional adventista, desenvolvido a partir de uma perspectiva integral.
Pesquisa de doutorado desenvolvida na Universidade La Sierra aponta contribuições do modelo educacional adventista, desenvolvido a partir de uma perspectiva integral.

Ao longo de quatro anos, a educadora Deloris Trujillo estudou a relação entre o sucesso acadêmico e o modelo de educação integral proposto pela rede adventista. O estudo “Cognitive Genesis”, desenvolvido durante o doutorado na Universidade La Sierra, na Califórnia (EUA), envolveu 50 mil alunos da rede, distribuídos em 800 escolas dos Estados Unidos, Canadá e Bermudas. Em artigo publicado na última sexta-feira, 30 de janeiro, na Adventist Review, Deloris afirmou que, a partir dessa investigação, é possível afirmar que “os estudantes que passam pelo sistema educacional adventista apresentam pontuação academicamente superior à média nacional em todas as áreas”. Além disso, segundo a pesquisadora, a investigação indicou que quanto mais um estudante frequenta a educação adventista, mais chances de crescimento acadêmico ele tem.

“Durante anos, os educadores adventistas partiram do princípio de que este modelo poderia explicar o sucesso acadêmico de muitos estudantes. Mas agora temos o suporte de um pesquisa científica”, enfatiza Deloris.

Segundo a educadora adventista, que atuou na rede durante quase três décadas, embora os especialistas mais renomados da área de educação ainda busquem respostas sobre o que torna uma escola eficaz, o sistema educacional adventista pode oferecer respostas para o resto do mundo. Para ela, o modelo holístico que tem sido proposto pelos adventistas desde que foi fundada a primeira escola, há 150 anos, deveria ser compartilhado. “A escola de um quarto, que foi inaugurado em 1872, em Battle Creek, Michigan, se expandiu para um sistema escolar global, que é considerado um dos maiores sistemas paroquiais organizados do mundo”, justifica.

Apesar das limitações identificadas no estudo, ela comprova que as escolas adventistas estão produzindo “jovens que são cabeças e ombros acima de seus pares na América do Norte”. A autora da pesquisa científica observa, no entanto, que mesmo as melhores escolas da rede poderiam dar ainda maior contribuição se seguissem mais de perto o modelo de educação integral recomendando pela co-fundadora da Igreja Adventista, Ellen G. White.

Pedagogia adventista

O modelo de educação holística leva em conta os aspectos físicos, mentais, espirituais e sociais do aluno. Numa conhecida citação sobre o assunto, no livro Educação (p .13), Ellen White considera que “a verdadeira educação […] tem que ver com todo o ser. É o desenvolvimento harmonioso das faculdades físicas, mentais e espirituais”. Em outras declarações, a escritora norte-americana também se refere muitas vezes às “faculdades morais”, “o que talvez poderia ser descrito como ‘desenvolvimento social’ hoje”, conforme sugere Deloris.

Desse modo, conclui a pesquisadora, “pode ser que este modelo holístico detém a chave para o que deve ser valorizado e considerado importante para os educadores e o que pode ou não se considerado como [educação] ‘adventista’”. [Márcio Tonetti, equipe RA / Com informações da Adventist Review]

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.