Brinquedo baseado em personagem religioso bate recorde de vendas

Boneco de Martinho Lutero em Playmobil foi lançado como parte das celebrações dos 500 anos da Reforma Protestante
Foto: Divulgação Playmobil
Foto: Divulgação Playmobil
Quase 500 anos após a morte do monge alemão Martinho Lutero, ícone da Reforma Protestante, um boneco do personagem também fez história no mercado do entretenimento. Fabricado pela empresa alemã Playmobil, o brinquedo bateu recordes de vendas. As primeiras 34 mil unidades se esgotaram em apenas 72 horas. Vestido a caráter, o tradicional bonequinho de plástico — que fez sucesso no Brasil nos anos 1980 — carrega uma bíblia escrita em alemão e uma pena. O lançamento do brinquedo é parte das comemorações dos 500 anos da Reforma, data que será lembrada em 2017.

“É a venda mais rápida que já experimentamos”, disse a porta-voz da empresa, Anna Ermann, à agência de notícias estatal Deutsche Welle.

Por meio da internet, fãs do boneco chegaram a pedir que a empresa fabricasse também uma miniatura do Castelo de Wartburg, onde Lutero foi exilado depois de divulgar suas 95 teses sobre o “Poder e Eficácia das Indulgências”.

Martinho Lutero, monge e professor de Teologia que viveu entre 1483 e 1546, é considerado o pai da Reforma Protestante na Alemanha. Ele desafiou a autoridade da Igreja Católica, o que levou à sua excomunhão em 1521. Entre seus feitos mais importantes também está a primeira tradução da Bíblia do latim para o alemão, iniciativa que influenciou outros países a seguir o seu exemplo.

Várias iniciativas vêm sendo preparadas pelo governo alemão com o objetivo de resgatar a importância de Lutero e do protestantismo para o desenvolvimento da sociedade e da religiao na cultura europeia. Entre os meses de maio e outubro de 2015, por exemplo, acontece a exposição “Lutero e os Príncipes”. O pano de fundo da mostra será o Castelo Hartenfels, localizado na cidade de Torgau, onde Lutero teria ficado mais de 40 vezes e onde encontrou muitas pessoas abertas às suas ideias. Como um centro político da Reforma, Torgau abrigou a primeira igreja protestante da Alemanha, além de ser palco do surgimento de uma importante aliança em defesa da liberdade religiosa (a Liga de Torgau). “O local esquecido da Reforma será redescoberto”, afirmou o curador da mostra, Dirk Syndram, à Deutsche Welle. Para ele, “sem Torgau, não haveria uma Wittenberg [considerada a mãe da Reforma Protestante] ou a Reforma”. [Da redação / Com informações da agência Deutsche Welle]

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.