Lanchonete da Pizza Hut é transformada em centro de influência adventista

Além de oferecer opções de comida saudável, local funciona como espaço para cultos e oficinas gratuitas sobre culinária e estilo de vida
Os cultos realizados no segundo sábado de cada mês são seguidos de um jantar vegano livre.
Os cultos realizados no segundo sábado do mês são seguidos de um jantar vegano livre no centro comunitário.

O endereço é o mesmo, mas o cardápio mudou. Além de saladas, o menu agora traz opções de sanduíches com ingredientes como tofu grelhado, berinjela marinada, pimentão, alface, tomate e molho de manjericão. Boa parte da matéria-prima é de origem orgânica e cultivada por agricultores locais. A mudança aconteceu quando uma igreja adventista na cidade de Lewiston, nos Estados Unidos, transformou uma lanchonete da rede de fast food Pizza Hut em centro comunitário. Além de servir comida saudável, o ambiente funciona como um espaço para diversas oficinas gratuitas na área de saúde e cultos no segundo sábado do mês.

A iniciativa chamou a atenção de Avery Yale Kamila, colunista do site Portland Press Herald. Depois de uma visita com a família ao estabelecimento conhecido como The Ark (A Arca), ela publicou um texto a respeito do projeto. “Para os vegetarianos como eu, o local oferece um menu de boas-vindas à base de plantas em um local improvável”, disse no artigo divulgado no site.

O almoço é servido todos os dias, exceto aos sábados, conforme os princípios bíblicos seguidos pelos adventistas. Após o meio-dia, as mesas e cadeiras são reorganizadas para um “mix” de eventos públicos gratuitos, incluindo aulas de culinária e oficinas de saúde. Médicos e outros profissionais do Central Maine Medical Center e do Parkview Adventist Medical Center ajudam a realizar workshops regularmente.

“Com exceção do diretor e do chef de cozinha, o projeto é executado por voluntários”, observa Avery. Muitos deles vêm de igrejas adventistas localizadas em cidades próximas (Auburn, Topsham, Brunswick e Freeport). Outros são membros da própria comunidade que se beneficiaram com a comida e programas oferecidos pelo The Ark.

O projeto foi idealizado pelo casal Rick e Jane Kuntz. “Jesus passou mais tempo curando do que pregando”, justificou Rick ao ser entrevistado pela colunista. “Como um estudante ávido da Bíblia por mais de 40 anos, eu descobri que Deus nos criou com um pacote completo, que envolve a parte física, emocional e espiritual. Assim, servimos alimentos vegetais e integrais para o físico, e oferecemos aulas à noite para instruir as pessoas no aspecto mental, emocional e espiritual”, frisa.

“Ele disse que os alimentos da The Ark são veganos porque os alimentos à base de plantas são melhores para o nosso corpo e para o planeta. Tanto ele como sua esposa são vegetarianos por mais de 30 anos”, conta Avery.

Ao longo de quase dois anos de existência da iniciativa, já foram organizados vários cursos. Para os próximos meses, está previsto um ciclo de palestras que será feito por profissionais da saúde com o intuito de mostrar como reverter o diabetes utilizando uma dieta com base em vegetais. [Márcio Tonetti, equipe RA / Com informações do site Portland Press Herald]

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.

  • ROSY RABELO PINHEIRO

    MUITO BOM! SOU NUTRICIONISTA E ESTOU ENCANTADA….

    • Tambem fiquei encantado e por ser admirador e praticante do regime alimentar adventista tenho o sonho de implantar algo assim no Brasil. Até achei na net o site deles.

  • No site deles tem a opção para entrar em contato:

    http://lewistonark.com/contact/

    Abraço