Aprovado

Nossas atitudes não deve ser fundamentadas em desejos pessoais, mas em critérios espirituais

Fotolia_54530330A Bíblia apresenta personagens que se tornaram conhecidos e realizaram uma grande obra, mas também registra os nomes de homens e mulheres que parecem ter passado rapidamente pela história.

Um desses desconhecidos é Apeles, que alguns acreditam ter sido o mesmo Apolo. Possivelmente eles tenham sido pessoas diferentes, o que aumenta ainda mais a curiosidade. Quem realmente foi esse homem?

Apeles é um nome grego, mas muito comum entre os judeus e romanos dos tempos bíblicos. Ele aparece na lista dos mais de 20 colaboradores de Paulo que se encontravam em Roma e para os quais o apóstolo enviou saudações (Rm 16:3-15). A única referência a ele está em Romanos 16:10, em que aparece uma das mais importantes descrições dadas por Paulo a um colaborador: “aprovado em Cristo”.

É impressionante alguém ter o nome citado apenas uma vez na Bíblia e ser chamado de “aprovado em Cristo”. Nosso conhecimento de Apeles se resume à metade de um verso, mas com certeza Paulo devia conhecê-lo muito bem para poder usar palavras tão importantes.

Paulo utilizou esse mesmo conceito quando fez uma recomendação a Timóteo: “Apresenta-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” (2Tm 2:15). Porém, não foi apenas em relação a ele que Paulo usou essa palavra. Ela acabou se tornando uma expressão relativamente comum nas cartas do apóstolo (1Co 11:19; 2Co 10:18; 2Co 13:5-7; 1Ts 2:3, 4).

Os “aprovados em Cristo” são pessoas dependentes do Céu e diferentes do mundo

A visão de ser “aprovado em Cristo” não era aplicada apenas a outros, mas o próprio Paulo a buscava. Era sua luta pessoal: “Esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado” (1Co 9:27). Sua busca foi recompensada, e ele terminou seus dias afirmando: “Combati o bom combate, completei a carrreira, e guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda” (2Tm 4:7, 8).

Paulo e Apeles foram “aprovados em Cristo”, mas o desafio permanece nas mãos daqueles que amam a vinda de Cristo. Afinal, “devemos nos desprender constantemente da Terra e apegar-nos ao Céu” (Ellen G. White, Perto do Céu, p. 16). Tiago (1:12) também nos desafia a permanecer fiéis nessa jornada: “Depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam.”

Os “aprovados em Cristo” são pessoas dependentes do Céu e diferentes do mundo. Eles sempre se lembram de que “a Bíblia ensina a nos contentar com o que temos, mas nunca com o que somos” (John Blanchard). Sua ligação com o Senhor é íntima e permanente. Dedicam a primeira hora do dia para buscá-lo e depois vivem as outras 23 horas em sua presença. Têm o foco na Palavra e buscam o poder na oração. São movidos pela graça e motivados pelo amor. Sua vida está nas mãos do Senhor, na certeza de que “Deus não despede ninguém vazio, exceto aqueles que estão cheios de si mesmos” (Dwight Moody).

Por outro lado, eles vivem o Céu na Terra e, por isso, são diferentes. Não importa o que o mundo fala sobre eles, mas o que Deus pensa sobre eles. Suas atitudes e escolhas não são fundamentadas em desejos pessoais, mas em critérios espirituais. Não são diferentes apenas para parecer assim, mas porque são a prova de que o Senhor torna a vida melhor.

Se Paulo escrevesse um verso sobre você, o que ele diria? Você também é alguém “aprovado em Cristo”? É um discípulo de verdade, que segue os passos do Mestre? Afinal, Jesus foi o “varão aprovado por Deus” (At 2:22) e tanto Apeles quanto Paulo foram seus imitadores (1Co 11:1).

Seja você também um “aprovado em Cristo”. O segredo? Ellen White apresenta a resposta em Testemunhos Para a Igreja (vol. 4, p. 538): “Oração e esforço, esforço e oração, serão a ocupação de sua vida. Vocês devem orar como se a eficiência e o louvor fossem todos atribuíveis a Deus, e trabalhar como se o dever fosse todo seu.” [Imagem: Fotolia]

ERTON KÖHLER é presidente da Igreja Adventista para a América do Sul

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.