Livro com anotações de Martinho Lutero é encontrado em biblioteca na França

Primeira edição do Tratado de Liberdade Cristã traz 50 anotações feitas pelo pai da Reforma Protestante no século 16

Martinho-LuteroA primeira edição de uma das obras mais importantes do homem que inspirou a Reforma Protestante foi descoberta na Biblioteca Humanista de Sélestat, no nordeste da França. A versão do Tratado de Liberdade Cristã foi escrita em 1520 em latim, e traz 50 anotações em vermelho feitas à mão por Martinho Lutero. As notas foram autenticadas por especialistas.

O livro foi descoberto por James Hirstein, um professor universitário de Estrasburgo, entre a coleção de um estudioso da Renascença. Segundo ele, trata-se de “um rascunho para impressão”, do qual não se tinha notícia. “Como ignorávamos a existência dessas correções manuscritas de Martinho Lutero, não considerávamos a sua vontade para uma edição definitiva”, explicou em entrevista à AFP.

Para o pesquisador, as anotações de Lutero “apontam sua forte relação individual com Deus”.

As notas foram registradas pelo reformador cerca de um ano antes de sua excomunhão pelo Papa Leão X, em janeiro de 1521. Mais tarde, ele publicou uma tradução completa da Bíblia para o alemão, o que contribuiu para tornar as Escrituras acessíveis ao povo, além de favorecer o próprio desenvolvimento da língua alemã. [Da redação / Com informações da BBC e do Estadão / Imagem: Heber Pintos]

Veja também

Linhagem adventista

Pesquisador realiza trabalho missionário inédito com descendentes de família pioneira da igreja no Brasil.