Luz menor, brilho maior

Mensageira que exaltou a Bíblia como a grande revelação de Deus continua a iluminar

Fotolia_27221582_Subscription_XL

O dia ensolarado de verão favorecia nosso trajeto através da formação serrana do município de Santa Helena, no estado da Califórnia. As árvores típicas da região, que nessa estação se apresentam frondosas, marginavam a estrada Glass Mountain no seu percurso levemente sinuoso e em declive. Seguindo nesse roteiro, chegamos a uma entrada lateral que nos conduziu até o número 125, limitado por um portão metálico em cuja parte superior estava uma inscrição que identificava o lugar, Elmshaven, última residência de Ellen White.

A casa centenária, edificada de acordo aos padrões arquitetônicos do lugar, apresenta paredes e piso em excelente estado de conservação, assim como os móveis usados por sua digna moradora. Todos esses objetos são testemunhas silentes da etapa final de uma história de atividade nobre a serviço de Deus.

Na parte superior da casa se destaca um corredor que termina numa ampla sala, com vista para a área verde que deleita a visão de quem ali chega. No dia 16 de julho de 1915, segundo explicações do encarregado da casa, Ellen White foi levada pelo corredor em direção à sala, quando se sentiu enfraquecida e logo depois exalou o último suspiro. A luz que guiou o povo de Deus por várias décadas parecia se extinguir. Porém, a influência da mensageira continuaria forte.

Os que conviveram com Ellen White reconheceram na intimidade da sua consciência que Deus a chamou para transmitir mensagens orientadoras ao povo do advento. O nevoeiro da incredulidade formado após o evento não concretizado da segunda vinda de Jesus em outubro de 1844 provocou a ressonância de vozes discordantes, mas o estudo exaustivo da Bíblia por parte dos pioneiros os ajudou a reconhecer as qualidades de um profeta verdadeiro e, assim, garantir a base das suas convicções.

Os escritos de Ellen White, em plena concordância com as Escrituras, serviram de guia confiável em tempos de crise. Na formação do quadro doutrinário da igreja, os líderes entraram em confronto em ocasiões diversas, sendo orientados pela voz segura e cheia de autoridade da profetisa. Assim foi na crise surgida pelos ensinos panteístas e no conflito provocado pela ideia da “carne santa”.

Hoje, na cidade de Portland, estado do Maine, lugar em que Ellen White viveu até sua juventude, na rua principal que dá acesso àquela urbe, encontra-se uma coluna no formato de um obelisco na qual se destaca uma placa metálica dedicada ao labor realizado por ela. A inscrição, que não omite o sentimento de orgulho pela ilustre cidadã, expressa o reconhecimento público do município a ela como “eminente escritora” com “vasta influência no mundo”.

Para os adventistas do sétimo dia, Ellen White foi realmente a “profetisa do Senhor”. Suas mensagens mostram harmonia notável com os estudos progressivos do conhecimento em muitas áreas.

Depois de um século sem a serva do Senhor, a luz menor continua iluminando nossa busca de conhecimento teológico sobre doutrina e fatos do tempo do fim. Sua meticulosa menção de detalhes apresentados de forma sintética na Bíblia esclarece nossa compreensão dos mistérios de Deus e do plano de salvação.

Depois de um século sem a serva do Senhor, a luz menor ainda ilumina nosso trajeto pelo caminho que nos conduz a Cristo. Suas palavras nos incentivam a confiar na ajuda divina para vencer as tribulações do mundo e do tempo.

Depois de um século sem a serva do Senhor, a luz menor ainda ilumina nossos conceitos sobre a prevenção de doenças e o cuidado do organismo, oferecendo precisas informações sobre o funcionamento adequado do corpo humano e a melhor maneira de preservá-lo.

Depois de um século sem a serva do Senhor, a luz menor ainda ilumina nossa sabedoria ao definir a educação como o desenvolvimento integral das faculdades inerentes ao ser humano, com claros propósitos de redenção e não unicamente de informação.

Depois de um século sem a serva do Senhor, a luz menor ainda ilumina os passos dos que trilham pela senda da administração, orientando e estimulando a projeção e execução de instituições acadêmicas, hospitais e casas de saúde, editoras e companhias de alimentos naturais.

A luz menor continuará iluminando a caminhada do povo de Deus; e só será ofuscada no dia glorioso quando a luz maior da glória divina iluminar a vida dos remidos do Senhor.

RUBEN AGUILAR é professor emérito do Unasp, campus Engenheiro Coelho (SP)


LEIA TAMBÉM

Ellen White e o Brasil

Tesouro inesgotável

Texto e contexto

 

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.