Testemunho no Facebook

Publicação de pastor adventista viraliza no Facebook e ganha repercussão nos principais meios de comunicação da Argentina

Publicação-de-pastor-adventista-viraliza-no-Facebook-e-atrai-a-atenção-de-emissora-de-televisão-foto-1
Publicação já foi “curtida” por mais de 280 mil pessoas no Facebook.

Uma foto e um comentário publicados no Facebook pelo diretor de Comunicação da sede administrativa da Igreja Adventista na Argentina, Santiago Lopes Blasco, vem ganhando repercussão de forma surpreendente. Foram registrados até agora 281 mil curtidas, mais de 193 mil compartilhamentos e quase 15,5 mil comentários.

A mensagem foi divulgada pelo pastor adventista na rede social durante a última quarta-feira, 22 de julho, depois que ele se deparou com uma das jogadoras da seleção argentina de basquete num ônibus coletivo em Buenos Aires. A atleta retornava dos Jogos Pan-Americanos, realizados no Canadá, depois de ter conquistado o 5º lugar na competição. “Eu tinha vontade de falar aos passageiros: ‘Amigos, temos aqui uma atleta que acabou de voltar ao país depois de nos representar. Ela não ganha milhões, mas faz isso por genuína vocação e amor ao esporte. Vamos dar-lhe um forte aplauso!’ Mas não tive coragem… eram umas poucas quadras de viagem e, como geralmente não ando de ônibus, estava tentando não passar do lugar onde tinha que descer”, expressou na rede social.

Sua decisão, no entanto, foi a de compartilhar a cena com seus amigos do Facebook, lembrando a comparação feita pelo apóstolo Paulo entre o preparo de um atleta para obter a premiação e a busca do cristão pelo seu ideal (1Co 9:25). “Olhava para ela e me perguntava: Será que é assim também com o nosso compromisso para ganhar, um dia, a coroa da justiça que Jesus dará a seus filhos?”, escreveu Santiago.

O sucesso da postagem foi tão grande que acabou chamando a atenção dos principais veículos de comunicação argentinos, como foi o caso do jornal Clarín. Na última quinta-feira, dia 23, a emissora de TV Canal 9 também promoveu um encontro entre a jogadora Paula Reggiardo e o pastor adventista.

Publicação-de-pastor-adventista-viraliza-no-Facebook-e-atrai-a-atenção-de-emissora-de-televisão-foto-2
Emissora de TV argentina convidou a atleta e o pastor adventista para uma entrevista ao vivo. Créditos: imagem extraída do vídeo

Após a entrevista ao vivo (para assistir ao vídeo, clique aqui), Santiago postou uma nova mensagem em sua página no Facebook agradecendo a oportunidade de conhecer a atleta e o esposo dela e aproveitou a oportunidade para entregar o livro Viva com Esperança ao casal.

Publicação-de-pastor-adventista-viraliza-no-Facebook-e-atrai-a-atenção-de-emissora-de-televisão-foto-3
No encontro com a jogadora da seleção argentina de basquete, Paula Reggiardo, e seu esposo, Nicolas, o pastor adventista aproveitou para presenteá-los com o  livro Viva Com Esperança. Foto: Santiago Lopes Blasco

No post, ele também afirmou que não teria condições de responder a todas as mensagens enviadas pelos internautas, mas disse que gostaria de presenteá-los compartilhando o link da versão digital do mesmo livro que deixou para a atleta. “De coração, os convido a lê-lo. O grande desafio que ocupa a minha mente agora é pensar em como conseguir que esta bela situação, gerada inesperadamente, não morra. Penso que se lerem este livro, isso não acontecerá”, concluiu. [Equipe RA, da redação / Com informações e tradução de Cárolyn Azo]

Confira abaixo o texto divulgado pelo pastor adventista nas redes sociais:

“Não sei qual é o nome dela, mas observá-la me fez refletir. Ela subiu ao ônibus com uma mala e sua mochila. Chamou-me a atenção que uma pessoa estivesse tão carregada, mas logo percebi o porquê. Era uma atleta que voltava de uma competição. Na sua bolsa dizia “Toronto 2015” e sua mala tinha aquela etiqueta que as companhias aéreas colocam. Um passageiro que estava do lado dela perguntou de onde ela vinha. Cheguei a escutar que ela era da seleção argentina de basquete feminino e também quando mencionou “os únicos jogos que perdemos foram com rivais que ganharam medalhas”.

Ali estava ela, em um ônibus de linha, recém-chegada após representar o nosso país. Parecia que ninguém pudera recebê-la no aeroporto para levá-la para sua casa. Provavelmente também não tivera uma barreira de jornalistas para entrevistá-la e transmitir ao vivo a sua chegada. Com certeza, não houvera uma multidão para receber ela e suas companheiras.

Eu tinha vontade de falar aos passageiros: “Amigos, temos aqui uma atleta que acabou de voltar ao país depois de nos representar. Ela não ganha milhões, mas faz isso por genuína vocação e amor ao esporte. Vamos dar-lhe um forte aplauso!” Mas não tive coragem… eram umas poucas quadras de viagem e, como geralmente não ando de ônibus, estava tentando não passar do lugar onde tinha que descer.

Pensava em quantas horas, dias, semanas, anos de sua vida ela dedicará ao basquete. E quantas coisas deixará de lado para dar prioridade ao esporte. Graças a esse esforço, conseguiram nesse campeonato um digno quinto lugar, segundo o que vi na internet.

Sendo cristão, me lembrei das palavras do apóstolo Paulo quando escreveu: “Todos os que competem nos jogos se submetem a um treinamento rigoroso para obter uma coroa que logo perece; mas nós o fazemos para ganhar uma coroa que dura para sempre” (1 Coríntios 9:25, NIV). Olhava para ela e me perguntava: Será que é assim também com o nosso compromisso para ganhar, um dia, a coroa da justiça que Jesus dará a seus filhos? Minha admiração e respeito pela jogadora de basquete no ônibus e por cada atleta que se entrega por inteiro sabendo que nunca ganhará fortunas. Nessa época onde parece que tudo o que importa é ter, acumular, ser famoso a qualquer custo, é emocionante pelo menos ver alguém diferente. E essa diferença está em não nos mexermos por ter, mas sim pelo essencial, o SER. Não pude falar com ela, apenas me atrevi a tirar uma foto e fazer essa singela homenagem.

Minha gratidão ao Senhor por falar comigo por meio dela e talvez também falar com você que está lendo essa experiência. Deus nos abençoe e ajude a priorizar o eterno acima de tudo!”

Check Also

A-privatização-da-fé-slider

A privatização da fé

Entenda por que ela foi confinada à vida particular e de que maneira pode voltar a exercer maior relevância na esfera pública.