Lembranças de San Antonio

Igreja deve buscar o reavivamento, o poder do Espírito Santo e o cumprimento da missão
Muitos chegaram preocupados diante da complexidade de alguns temas, mas saíram convencidos de que Deus está no comando da igreja. Créditos da imagem: Leônidas Guedes
Muitos chegaram preocupados diante da complexidade de alguns temas, mas saíram convencidos de que Deus está no comando da igreja. Créditos da imagem: Leônidas Guedes

Ainda são fortes as lembranças da 60ª Assembleia da Associação Geral, realizada em San Antonio, Estados Unidos, no início de julho (para ter acesso à cobertura completa do evento feita pela Revista Adventista, clique aqui). Foram dez dias de reuniões intensas, decisões importantes e convívio com irmãos e irmãs de todo o mundo. Um verdadeiro festival de roupas típicas, idiomas, sons e culturas.

Foi impressionante o movimento dos 2.571 delegados (272 sul-americanos), familiares e convidados especiais. No último sábado, dia da grande celebração, o auditório recebeu cerca de 65 mil pessoas. Muitos chegaram preocupados diante da complexidade de alguns temas, além das eleições da liderança da Associação Geral e das Divisões mundiais, mas saíram seguros de que Deus está no comando de sua igreja.

Os debates foram intensos, especialmente quando foi apresentada a proposta de reavaliação do texto de nossas 28 crenças fundamentais, com destaque para as que tratam de nossa visão sobre a família e o criacionismo. Na verdade, houve apenas uma atualização da linguagem, mas foi o suficiente para provocar temor em alguns e agitação em outros.

Mais tensa ainda foi a discussão sobre a ordenação de mulheres ao ministério pastoral. Depois de estudos nos últimos cinco anos, foi apresentada uma proposta para que cada Divisão decidisse sobre o assunto. Houve um dia inteiro de observações até o momento da votação. Tudo foi feito com muita solenidade, cânticos e oração. Após a contagem e recontagem dos votos, a proposta não foi aprovada. Diante disso, o tema da ordenação ministerial segue sem alterações.

Sei que a questão é polêmica e divide opiniões, mas não podemos gastar nossas energias prolongando a discussão. Vamos colocar o foco no reavivamento da igreja, na busca pelo poder do Espírito Santo e no cumprimento da missão. Independentemente da ordenação ministerial, as mulheres continuarão sendo protagonistas em cada uma dessas áreas.

Foi igualmente marcante acompanhar a eleição da liderança mundial. O pastor Ted Wilson foi escolhido para mais um período como presidente,
G. T. Ng continua na função de secretário e Juan Prestol é o novo tesoureiro.

O pastor Magdiel Perez, até então secretário da Divisão Sul-Americana, foi escolhido para ser o assistente do presidente mundial, e o pastor Almir Marroni, um dos vice-presidentes da nossa Divisão, foi eleito diretor do Ministério de Publicações da Associação Geral.

A equipe da sede sul-americana também teve alterações, e você pode acompanhar mais detalhes nesta edição. A secretaria será liderada pelo pastor Edward Heidinger, até então presidente da União Peruana do Norte, e a tesouraria pelo pastor Marlon Lopes, que já ocupava a função. Eu recebi, com muito respeito e gratidão, a oportunidade de continuar como presidente da Divisão por mais cinco anos. Sigo em frente disposto a fazer mais e melhor para que a igreja continue integrada, sólida e voltada para a missão, crescendo em quantidade e qualidade.

Daqui para frente, vamos intensificar o investimento no discipulado, com foco em comunhão, relacionamento e missão; em projetos para as novas gerações; no envolvimento de cada membro na missão, com base nos dons espirituais; no fortalecimento de nossos veículos de comunicação e na formação ministerial. Avançaremos com dedicação, integração e consagração, e para isso contamos com suas orações.

Saindo de San Antonio, observei as ruas vazias e o local de reuniões fechado, depois de tanto movimento. Minha última lembrança foi de um lugar em que os anjos trabalharam intensamente, o Espírito Santo atuou poderosamente e a igreja saiu mais forte.

ERTON KÖHLER é presidente da Igreja Adventista para a América do Sul

Check Also

Créditos da imagem: Fotolia

Fortes emoções

Os desafios e as celebrações de agosto são uma prévia de realidades mais intensas que virão.