Campanha histórica

Quase 30 mil pessoas são batizadas em duas semanas de evangelismo no Zimbábue e 34 mil são atendidas numa mega clínica comunitária
Na feira de saúde, 180 médicos realizaram de cuidados básicos a pequenas cirurgias, como a circuncisão. O pastor Ted Wilson pregou para milhares de pessoas em três dos 86 pontos de evangelização no país. Foto: Adventist Review
Na feira de saúde, 180 médicos realizaram de cuidados básicos a pequenas cirurgias, como a circuncisão. O pastor Ted Wilson pregou para milhares de pessoas em três dos 86 pontos de evangelização no país. Foto: Adventist Review

“O que vocês fizeram em Chitungwiza é inacreditável! Isso só foi possível por meio do poder do Espírito Santo”, dis-
se o pastor Ted Wilson, líder mundial dos adventistas, para 35 mil pessoas que o ouviram no sábado pela manhã, dia 30 de maio, sob um sol escaldante. “Obrigado pelo que vocês fizeram. Obrigado por serem utilizados pelo Céu. Tenho pregado a Palavra, mas o que vocês fizeram foi mais importante”, completou Wilson.

O líder mundial fez referência ao trabalho voluntário e fundamental de milhares de adventistas que bateram de porta em porta em Chitungwiza – cidade com 365 mil habitantes a meia hora ao sul da capital do Zimbábue – para entregar 9 mil cursos bíblicos. Cerca de 5 mil pessoas completaram as lições e 750 delas foram batizadas em Chitungwiza.

Num esforço conjunto de líderes adventistas, milhares de membros e ministérios de apoio, a igreja levou quase 30 mil pessoas ao batismo até 30 de maio, numa campanha histórica de evangelismo que uniu pregação e ações sociais de impacto. Para a série, em todo o país, que tem 14,5 milhões de habitantes, foram estabelecidos 86 pontos de pregação e 5 mil pequenos grupos.

AÇÕES SOCIAIS

A série evangelística chamou a atenção da nação, especialmente porque enquanto os pontos de pregação funcionavam à noite, uma mega clínica comunitária de saúde atendia gratuitamente milhares de pessoas todos os dias. Organizada num centro comercial de Chitungwiza, a clínica ofereceu cuidados básicos, exames oftalmológicos, tratamentos dentários e cirurgias simples, como a circuncisão, mas que fizeram algumas pessoas viajar centenas de quilômetros a pé ou em carrinhos de mão em busca do atendimento. Ao longo de duas semanas, 34.100 pessoas foram atendidas por 180 médicos voluntários.

Apesar de significativa, a iniciativa solidária não foi a única. Em um bairro de Chitungwiza, onde não há escolas, será construído um colégio com a ajuda da igreja. Uma das sedes adventistas nos Estados Unidos doou 100 mil dólares para o projeto. A futura escola será construída próximo a um dos 12 poços de água cavados pela ADRA. Além de ajudar no fornecimento de água potável, a agência humanitária ofereceu orientação sobre higiene e saneamento.

Na sexta-feira, dia 29 de maio, uma ala do Hospital Central de Harare, na capital do país, foi reformada e entregue por voluntários de uma associação de empresários e profissionais liberais adventistas dos Estados Unidos. Eles trabalharam ao longo de um mês para entregar a nova enfermaria masculina do hospital, que não havia sido reformada desde 1958, quando foi inaugurada.

PREGAÇÃO

O pastor Ted Wilson encerrou a série evangelística com uma viagem por três cidades: ele falou para 35 mil pessoas em Chitungwiza, 20 mil em Gweru e 50 mil em Bulawayo. Suas mensagens enfatizaram as razões bíblicas para ser adventista.

Phelekezela Mphoko, vice-presidente do Zimbábue, recebeu Wilson numa reunião particular. Mphoko, um adventista, agradeceu por todas as atividades oferecidas pela igreja naquele período. Cerca de 800 mil adventistas vivem no país, que é vizinho da Zâmbia, onde recentemente a igreja chegou à marca de um milhão de membros.

Embora a iniciativa evangelística tenha representado um marco em muitos sentidos, foi apenas o começo, segundo o pastor Paul Ratsara, líder adventista para o sudeste da África. “Isso não é o fim. Precisa ser o início de um grande esforço. O evangelismo não é um evento. É um processo e um modo de vida “, acrescentou. “Uma vez que você é um adventista, não é apenas um discípulo, mas alguém que ensina outros a ser discípulos.”

ANDREW MCCHESNEY é editor de notícias da Adventist Review

Check Also

Alunos do colégio internacional - primeira escola do Brasil

Há 120 anos no Brasil

Saiba como surgiu a rede educacional que hoje alcança 211 mil alunos no país.