Êxodo para a Europa

Líder de uma das sedes da organização no continente pede que fiéis orem e demonstrem misericórdia para com os refugiados
crise imigratória na Europa
Créditos da imagem: Divisão Intereuropeia
Em nota divulgada a partir da cidade de Berna, na Suíça, por uma das sedes administrativas da Igreja Adventista na Europa, o pastor Mário Britto expressou solidariedade para com o drama vivido pelos refugiados que tentam migrar aos milhares para o velho continente. “Como milhões de europeus, a história dos imigrantes é também a nossa história”, diz o comunicado publicado nesta quinta, dia 3 de setembro.

O presidente da Divisão Intereuropeia da Igreja Adventista disse confiar no acolhimento e generosidade dos europeus e que não tem sido fácil para os países da União Europeia lidar com essa crise humanitária que se intensificou nos últimos meses. Britto pediu para que os adventistas orem pelos líderes do continente e pelos refugiados e que procurem demonstrar misericórdia para com os migrantes. “Somos todos filhos do mesmo Pai. Esse é o momento de ficarmos juntos e compartilhar o amor abundante de Deus para cada um de nós”, apelou o líder dos 178 mil adventistas que vivem nos 20 países da região.

Vindos principalmente do Oriente Médio, Norte da África e Sul da Ásia, dezenas de milhares de pessoas buscam na Europa melhores condições de vida ou, na maior parte dos casos recentes, a própria sobrevivência. O problema tem levantado delicadas questões diplomáticas sobre como os 28 países da União Europeia vão lidar com esse êxodo humano. Segundo estimativa da ONU, 200 mil pessoas precisarão ser realocadas na Europa, continente que, somente em 2015, já recebeu 350 mil imigrantes. [Wendel Lima, equipe RA / Com informações da ANN]

A LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA

menino-sirio-na-praiaA comoção mundial em relação à crise migratória na Europa aumentou nesta semana depois que foram divulgadas as fotos de Aylan Kurdi, garoto sírio de três anos, encontrado morto de bruços numa praia turca. Ele, o irmão de cinco anos e a mãe morreram afogados durante uma travessia de barco da Turquia para a Grécia. Somente o pai da família, Abdullah Kurdi, sobreviveu.

Infelizmente, o drama da luta pela sobrevivência continuará existindo enquanto durar esse mundo de pecado. Até que a Terra seja restaurada, será constante o número de náufragos nos revoltos mares da vida. Crianças, jovens e idosos continuarão padecendo em águas revoltas.

A única embarcação segura é Cristo. Só ele pode nos tirar do caos e nos conduzir em segurança ao “continente” celestial. [Texto: Célio Barcellos / Créditos da imagem: reprodução do G1]

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.