ADRA e Defesa Civil fecham parceria no Rio Grande do Sul

Defesa Civil estadual contará com o auxílio da ADRA para mobilizar voluntários em casos de desastres naturais

Parceria-da-ADRA-com-a-Defesa-Civil-do-Rio-Grande-do-SulApós reunião realizada no Palácio do Piratini, sede do governo gaúcho, na última sexta-feira, 2 de outubro, a ADRA Brasil e a Defesa Civil do Rio Grande do Sul fecharam parceria. A ideia é ampliar as possibilidades de apoio da agência humanitária adventista na área de gestão de emergências, um de seus principais focos de atuação.

Por meio da parceria, a Defesa Civil estadual irá contar com o auxílio da agência para mobilizar voluntários em casos de desastres naturais como as enchentes que afetaram a região metropolitana de Porto Alegre em julho deste ano (clique aqui e saiba como a ADRA atuou).

Segundo o tenente-coronel Alexandre Martins de Lima, subchefe estadual da corporação, toda ajuda é bem-vinda quando se trata de auxílio humanitário. “A Defesa Civil atua por meio de um sistema que contempla órgãos nacionais, estaduais e municipais, cada um com suas responsabilidades e deveres. Mas é no município que acontece a primeira resposta para os atingidos, quando levamos todo o suporte necessário. Dessa maneira, vemos como fundamental a criação de multiplicadores nas cidades”, disse ele, ao destacar a importância da criação de corpos de voluntários nos municípios.

Presente em 125 países, a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais conta com grupos de voluntários que trabalham diretamente no auxílio às famílias atingidas por catástrofes naturais e com doações de materiais necessários em situações como essas, conforme ressaltou durante a reunião o diretor da ADRA Brasil, Jefferson Kern. Nos últimos meses, a agência humanitária prestou auxílio para populações em situação de vulnerabilidade no Haiti, Nepal e Guatemala. [Equipe RA, da redação / Com informações e foto da Defesa Civil do Rio Grande do Sul]

Check Also

Premiada-na-Espanha

Premiada na Espanha

Universitária adventista foi uma das vencedoras do Prêmio Internacional sobre Incêndios Florestais.