Visita da ONU

Conselheiro especial do secretário-geral da ONU se reúne com líderes da igreja na sede mundial adventista
Visita da ONU
Iqbal Riza, em visita à sede mundial adventista para discutir questões humanitárias. Foto: reprodução da Adventist Review
Um alto funcionário das Nações Unidas visitou a sede mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia a fim de conhecer a realidade da organização e discutir questões humanitárias atuais. O embaixador Iqbal Riza, conselheiro especial do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, compartilhou sua visão de mundo e falou sobre os mais urgentes desafios geopolíticos e econômicos durante um almoço de negócios com líderes adventistas dos Estados Unidos, de países da África, da Europa e das Américas do Sul e Central.

Ao citar alguns dos principais objetivos da ONU, Riza relembrou as quatro liberdades humanas essenciais mencionadas em um discurso histórico, em 1941, por Franklin D. Roosevelt, presidente dos Estados Unidos na época: a liberdade de expressão, a liberdade de culto, a liberdade de viver sem passar necessidade e a liberdade de viver sem medo.

Conforme disse o representante da ONU, as instituições religiosas podem fazer muito para melhorar a vida de milhões de pessoas que vivem em condições de extrema pobreza.

Ele ressaltou o fato de a igreja dar forte ênfase às áreas de saúde e educação, o que, de acordo com ele, é crucial para uma sociedade com mente aberta e na qual as pessoas vivam melhor.

Ele também elogiou o ambiente multicultural da sede mundial adventista, cujos funcionários representam mais de cem nacionalidade e etnias.

Presente na reunião, o presidente mundial da igreja, pastor Ted Wilson, ressaltou que, seguindo o exemplo de Jesus, “os adventistas se dedicam a servir a humanidade em todos os aspectos: físico, mental, social e espiritual”.

O líder dos 18,5 milhões de fiéis também agradeceu a visita feita pelo representante da ONU e a disposição para discutir questões de interesse comum.

Há mais de 35 anos trabalhando na ONU, Iqbal Riza já ocupou os cargos de chefe de gabinete do secretário-geral Kofi Annan, de secretário-geral adjunto para as Operações de Manutenção da Paz das Nações Unidas, de chefe da missão da ONU na Bósnia-Herzegovina, e de diretor da Divisão de Assuntos Políticos e da Assembleia Geral. Antes de ingressar na ONU, em 1977, Riza passou 19 anos no serviço diplomático de seu país de origem, o Paquistão.

A visita dele à sede mundial adventista atendeu a um convite feito por Ganoune Diop, diretor de assuntos públicos da igreja e do departamento de Liberdade Religiosa da Associação Geral. “Eu acredito que é importante continuarmos a construir relações positivas com a ONU e com outros dentro da comunidade internacional cujos objetivos se harmonizam com os nossos”, afirmou Diop.

TED Wilson na ONU

fatos-ted-wilsonEm encontro histórico e particular, Ban Ki-moon recebeu o pastor Ted Wilson na sede da entidade em Nova York (EUA). Eles conversaram durante 45 minutos, no dia 6 de abril deste ano, sobre como a Igreja Adventista pode colaborar para conter a crescente intolerância religiosa ao redor do mundo. “Demos enfoque a certas coisas em que a igreja pode ajudar, como liberdade religiosa, liberdade de consciência, valores éticos e espirituais, respeito pela dignidade humana, orientação familiar, incentivo para os jovens e suprir necessidades humanas básicas, como água pura e educação fundamental”, disse Wilson, o primeiro presidente mundial da denominação a se encontrar com um chefe da ONU. [Equipe RA, da redação / Com informações de Betina Krause/Adventist Review]

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.