Livraria no centro histórico

Casa Publicadora Brasileira inaugura filial em ponto estratégico de Salvador

Inauguração da livraria da CPB em Salvador - foto 1

As origens do bairro de Nazaré, no centro de Salvador, capital da Bahia, remontam ao século 17, quando a região começou a ser ocupada por ocasião da invasão holandesa. Próximo ao Pelourinho e de outros pontos conhecidos do Centro Histórico de Salvador, Nazaré é o endereço de importantes instituições baianas, como igrejas e conventos, o Fórum de Justiça Ruy Barbosa, a Escola Bahiana de Medicina e a Biblioteca Infantil Monteiro Lobato. As tradições estão presentes em um estilo arquitetônico inconfundível, com referências do período colonial português, do modernismo, da cultura art déco, do estilo neoclássico, entre outros. É assim, buscando o equilíbrio entre o passado e o futuro, que Nazaré se abre para novidades como a moderna livraria da Casa Publicadora Brasileira, inaugurada neste domingo, 6 de dezembro, em uma cerimônia prestigiada por autoridades religiosas, funcionários da CPB e simpatizantes da literatura produzida pela editora adventista.

Situada na Avenida Joana Angélica, eixo central do bairro de Nazaré, a livraria da Casa vem sendo idealizada há mais de um ano. O estilo arquitetônico moderno, com um interior clean e acolhedor, foi elogiado por todos os que participaram da cerimônia. Jesuíno Gomes da Silva foi o primeiro a fazer compras na nova livraria e se mostrou impressionado com a nova estrutura. “Estou acostumado a caminhar pelo centro de Salvador e gosto muito de frequentar livrarias, algumas bastante modernas. Estava sentindo falta de um espaço assim para nossos livros, e agora vejo com emoção este prédio e agradeço a Deus porque aqui vai ser uma casa para mim”, disse o pastor aposentado, enquanto escolhia o livro Adventismo, de George Knight, e a assinatura da lição da Escola Sabatina como as primeiras compras da nova livraria.

Estiveram presentes na cerimônia de inauguração o pastor José Carlos de Lima, diretor geral da CPB, o pastor Erton Köhler, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia para a América do Sul, o pastor Geovani Queiroz, líder da Igreja Adventista para Bahia e Sergipe, e outras lideranças e assessores dessas instituições. Logo após descerrar a fita inaugural, os líderes visitaram juntamente com os convidados as dependências da nova filial da editora. “Salvador precisava de um ambiente como este. E é com alegria que inauguramos, para servir melhor a população de Salvador e também servir de testemunho do evangelho que pregamos e da fé que possuímos”, disse o pastor Lima.

VEJA A GALERIA COM IMAGENS DA INAUGURAÇÃO

O pastor Erton Köhler salientou a beleza da nova estrutura e reafirmou a missão das instituições que representam a Igreja Adventista. “Podemos dizer que essa é uma das igrejas mais bonitas da região, e é uma igreja em formato de livraria. Há um ambiente de paz, as pessoas são bem recebidas, e eu desejo que todos entrem aqui e sintam que estão num lugar melhor”, declarou o líder sul-americano.

Inauguração da livraria da CPB em Salvador - foto 9Logo após a cerimônia de dedicação da livraria, os participantes celebraram a realização de 100 mil assinaturas da lição da Escola Sabatina, uma conquista protagonizada por seguidores da Igreja Adventista nos estados da Bahia e de Sergipe. Em uma ação simbólica, o pastor Köhler assinou um banner representativo da lição de número 100 mil. A assinatura foi doada para Edson Sales, que foi batizado na Igreja Adventista durante a recente campanha evangelística de novembro. “Nós estamos felizes porque baianos e sergipanos estão entendendo que precisamos ter pressa para evangelizar e para conhecer mais a Bíblia, e em 2016 nós estaremos novamente juntos para realizar 144 mil assinaturas da lição da Escola Sabatina”, afirmou o pastor Geovani Queiroz.

HERON SANTANA é assessor de Comunicação da Igreja Adventista para os Estados da Bahia e Sergipe

Check Also

A-privatização-da-fé-slider

A privatização da fé

Entenda por que ela foi confinada à vida particular e de que maneira pode voltar a exercer maior relevância na esfera pública.