Mensagem de alerta

Campanha organizada pela igreja na Bahia e Sergipe alerta sobre o zika vírus
Campanha organizada pela igreja nos Estados da Bahia e Sergipe alerta sobre o zika vírus. Créditos da imagem: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Campanha organizada pela igreja na Bahia e Sergipe alerta sobre o zika vírus. Créditos da imagem: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

O aumento do número de casos de microcefalia associada ao zika vírus levou a uma intensa mobilização das autoridades de saúde no país. Segundo o Ministério da Saúde, já são 1.761 registros de nascimentos de bebês com a má-formação e 19 mortes em 14 unidades da federação neste ano. Enquanto ainda se sabe pouco a respeito de como combater a doença e sobre suas consequências, a prevenção continua sendo a forma mais eficiente de minimizar os riscos. Com a chegada da estação mais quente do ano, os cuidados para evitar possíveis focos de multiplicação do mosquito Aedes aegypti precisam ser redobrados.

Buscando alertar seus membros e a comunidade em geral sobre o problema, a liderança da Igreja Adventista na Bahia e Sergipe lançou neste mês uma campanha trazendo orientações sobre como combater o agente transmissor da dengue, da febre chikungunya e da febre zika.

O trabalho de conscientização inclui boletim eletrônico e vídeo. Joelma do Vale, líder do Ministério da Mulher da Igreja Adventista nos dois estados, e Alceu Filho, responsável pelo Ministério Jovem na mesma região, recomendam que as congregações sigam orientações preventivas para ajudar a conter a epidemia.

“O zika vírus tem chamado a atenção das instituições públicas de saúde de todo o mundo. No Brasil o assunto se tornou ainda mais grave, com a relação entre a doença e os casos de microcefalia”, explica Alceu Filho, que lembrou ainda que já foram confirmadas três mortes devido ao vírus.

“Esse é um assunto muito sério. Basta um descuido e os mosquitos tornam-se de novo muito numerosos. É por isso que faço um apelo às mulheres. Tornar esses cuidados um hábito contribuirá para dificultar que isso ocorra”, aconselha Joelma. [Equipe RA, da redação / Com informações de Heron Santana/ASN]

ASSISTA AO VÍDEO DA CAMPANHA

 

Check Also

A-privatização-da-fé-slider

A privatização da fé

Entenda por que ela foi confinada à vida particular e de que maneira pode voltar a exercer maior relevância na esfera pública.