Adventistas de Ruanda oram e prestam apoio emocional a vítimas do genocídio da década de 1990

O episódio do ANN desta semana aborda um dos capítulos mais tristes da história africana: o genocídio em Ruanda, ocorrido há 22 anos. Na época, cerca de 800 mil pessoas da etnia tutsi foram mortas, acusadas por extremistas hutus de causar problemas sociais, econômicos e políticos ao país.

Durante um mês a Igreja Adventista do Sétimo Dia no país centro-oriental africano realizou vigílias e seminários de apoio emocional às vítimas e sobreviventes do genocídio.

O boletim da ANN também conta como foi a 5º Conferência Sobre AIDS do Leste Europeu e Ásia Central, realizada em Moscou (Rússia). O evento contou com a participação de líderes da Igreja Adventistas do Sétimo Dia.

A Agência de Notícias Adventista ainda traz informações sobre um encontro de jovens na Itália, em que um dos temas foi a hospitalidade e o respeito entre religiosos, e mostra como a Igreja está ajudando a milhares de afetados pelo fogo em Alberta, no Canadá. [Márcio Basso Gomes, equipe ANN]

Check Also

slider

Livro deixado na garagem de uma casa em Rio Branco muda a história de advogada criminalista

Veja a reação dela ao descobrir, seis meses depois, quais foram as pessoas que deixaram a literatura que lhe trouxe paz e esperança num momento de crise existencial.