Atentado na França

Igreja repudia o ataque em Nice, expressa solidariedade às famílias das vítimas e informa que sete adventistas estão entre os feridos

Pixabay-france-flag
Ataque aconteceu na comemoração de um dos maiores feriados nacionais da França. Crédito: Pixabay

Líderes adventistas apelaram para que os membros das igrejas locais ajudem as vítimas do ataque em Nice, no Sul da França. Na última quinta-feira à noite, 14, um caminhão atropelou dezenas de pessoas que assistiam à queima de fogos de artifício da celebração do Dia da Queda da Bastilha. O ataque ocorreu durante um dos maiores feriados nacionais da França e entra para a lista de violências recentes ocorridas nas últimas semanas no Iraque, Turquia, Sudão do Sul e Estados Unidos. Antes de ser atingido por tiros dos policiais, o motorista ainda realizou disparos contra a multidão e deixou um rastro de quase dois quilômetros de sangue. Pelo menos 84 pessoas morreram e cerca de 300 ficaram feridas segundo o balanço divulgado pelo Ministério da Saúde francês neste domingo.

De acordo com o pastor local da Divisão Intereuropeia, sete adventistas foram feridos no ataque, três deles são da mesma família e estão hospitalizados sem ferimentos graves. “Queremos prestar nossa solidariedade às vítimas deste ato hediondo e a todos os entes queridos”, afirmou o presidente da Divisão, Mario Brito. “Nós oramos para a rápida recuperação daqueles que foram afetados por esse ato injustificado de violência”, declarou em um comunicado.

O presidente da igreja na França, pastor Ruben de Abreu, relatou que as autoridades locais estavam buscando por doadores de sangue e pediu aos membros da igreja para encontrarem meios de ajudar as vítimas. “Essa tragédia deve ser uma oportunidade para os adventistas de Nice demonstrarem sua solidariedade e participação na sociedade. Não é suficiente orar pelas famílias das vítimas. Doar sangue é um ato primordial de compaixão, especialmente quando ocorrem emergências”, ressaltou. Em solidariedade à decisão do governo francês de observar três dias de luto, os líderes da Associação do Sul da França convidaram todas as congregações para guardarem um minuto de silêncio e tomarem um tempo para orar durante o culto. Abreu esteve no fim de semana em Nice para conduzir a adoração no sábado, 16, acompanhado de Daniel Monachini e Philippe Aurouze, presidente e tesoureiro da Associação do Sul da França, respectivamente.

Em uma publicação no Facebook, Ted Wilson, presidente mundial da Igreja Adventista, pediu que os membros “orem pelas famílias dos entes queridos que morreram em ambos os lados do Atlântico”, ao lembrar dos recentes ataques nos Estados Unidos. “Orem pela estabilidade em todo o mundo,” apelou. O presidente ainda exortou para que todos estejam preparados para ser testemunhas do Senhor em qualquer calamidade. “Renovemos nossa relação com o Senhor todos os dias para que possamos estar prontos para ser testemunhas dele em qualquer situação estranha que possa ocorrer”, incentivou. Ele também apontou para a importância de manter o foco no Príncipe da Paz e em sua breve volta à Terra.

O presidente da Divisão Transeuropeia, pastor Raafat Kamal, também falou sobre a volta de Cristo e lembrou da missão da igreja. “Nós continuaremos a testemunhar o grande conflito se desdobrando nesse mundo quebrado e devemos falar e viver com a esperança na volta de Jesus. Nossas orações são para os que estão em luto sejam consolados”, completou. [Camila Torres, equipe RA / Com informações de Andrew McChesney, da Adventist Review]

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.