Igreja de grisalhos

Idade dos adventistas nos Estados Unidos está bem acima da média mundial

ministério dos idosos
Desafio atual é atrair jovens entre 20 e 30 anos para a igreja. Crédito: YouTube/apiasd

Apesar de uma pesquisa divulgada recentemente pelo Pew Research Center ter mostrado que a média de idade dos membros da igreja nos Estados Unidos é uma das mais baixas entre os grupos religiosos do país, 45 anos, a igreja no país tem envelhecido mais do que em outras partes do mundo.

“Eu realmente gostaria que fosse verdade que somos uma das denominações mais jovens dos EUA. Mas os dados que temos disponíveis sugerem que essa não é a realidade”, disse David Trim, diretor do Departamento de Arquivos, Estatísticas e Pesquisa da sede mundial, considerando a margem de erro das pesquisas do Pew.

Segundo Trim, a idade média dos membros da igreja nos Estados Unidos é de 50 anos. No levantamento mais recente, realizado em 2013, se constatou que dois terços dos adventistas entrevistados no país tinham mais de cinco décadas de vida.

Ele citou ainda outro grande estudo realizado em 2008 pelo pesquisador adventista Monte Sahlin, que indicou que a idade média dos adventistas da América do Norte era de 51 anos.

Embora, de acordo com ele, a denominação ainda não tenha dados precisos sobre a média de idade em âmbito mundial, estima-se que ela seja bem menor, girando em torno dos 38 anos.

Para o diretor do departamento, o fenômeno que vem ocorrendo nos Estados Unidos reflete a tendência de aumento dos que se declaram sem igreja, embora continuem se denominando cristãos. “Várias pesquisas de opinião apontam que os jovens americanos não estão se tornando ateus, mas que rejeitam igrejas organizadas”, Trim afirmou em entrevista à Adventist Review (clique aqui para ler a reportagem em inglês).

Na opinião de Tracy Wood, diretor associado de Jovens da igreja na América do Norte, a igreja deve olhar com atenção para a sua composição demográfica. “Nosso chamado final é para uma junção de várias gerações na segunda vinda de Jesus”, acrescentou. Porém, ao considerar especialmente o contexto norte-americano, David Trim observou: “Temos um desafio enorme nos EUA para alcançar e reter os jovens”. [Camila Torres, equipe RA / Com informações de Andrew McChesney]

Check Also

A-privatização-da-fé-slider

A privatização da fé

Entenda por que ela foi confinada à vida particular e de que maneira pode voltar a exercer maior relevância na esfera pública.