Comunidade multiétnica

 

Templo para imigrantes africanos é inaugurado em Hortolândia - foto 1

O Brasil continua sendo rota de muitos imigrantes africanos. Segundo dados da Polícia Federal, em 12 anos o número de residentes e refugiados vindos da África cresceu mais de 30 vezes. Em 2000, viviam regularmente no Brasil 1.054 africanos de 38 nacionalidades. Já em 2012, o governo registrou mais de 31 mil cidadãos legalizados, provenientes de 48 das 54 nações do continente. Foi pensando em atender estrangeiros que a igreja inaugurou em Hortolândia (SP) no último sábado, 6 de agosto, o templo da primeira comunidade adventista africana no Brasil. A cerimônia contou com a participação do pastor Teixeira Mateus Vinte, secretário da sede administrativa adventista para a região nordeste de Angola. Em seu discurso, ele destacou que o Brasil foi o primeiro país a reconhecer a independência de Angola, em 1975, e o acordo de paz, em 2002, após quase 30 anos de guerra civil. A programação foi encerrada com o batismo de três angolanos. O templo irá reunir cerca de 70 pessoas de oito nacionalidades. [Equipe RA, da redação / Com informações de Eber Pola, ASN]

VEJA OUTRAS IMAGENS DA INAUGURAÇÃO

Check Also

Idoso-do-ano-slider

Idoso do ano

Título foi conferido ao médico adventista John Knight na Austrália.