Testemunho no Rio de Janeiro

Jovens de sete países sul-americanos realizam ações comunitárias e evangelísticas durante as Olimpíadas
Na primeira ação
Durante maratona feminina no Aterro do Flamengo, jovens adventistas distribuíram sacolas de lixo e presentearam moradores e turistas com livros missionários em diferentes idiomas. Créditos da imagem: Anne Seixas

Paralelamente ao evento esportivo que reúne atletas e turistas de todo o mundo no Rio de Janeiro, jovens adventistas de sete países sul-americanos irão dedicar uma semana para realizar ações sociais e evangelísticas. Os 802 inscritos no projeto Circuito de Campeões permanecerão na cidade até o dia 21 de agosto.

O maranhense Leonardo Franco, de 19 anos, integra o grupo de voluntários que fez sacrifícios pessoais e investiu recursos próprios para vir ao Rio. Além de ter interrompido um período intenso de estudo para o vestibular de Medicina, ele fez arranjo no trabalho para poder participar da iniciativa.

Créditos da imagem: Márcio Tonetti
Leonardo pegou dez dias de licença no trabalho para ter experiência evangelística multicultural no Rio de Janeiro. Créditos da imagem: Márcio Tonetti

Professor de uma escola de idiomas em Imperatriz, o jovem está otimista quanto aos contatos que poderá fazer com pessoas de várias partes do mundo. A primeira oportunidade já surgiu logo após desembarcar no Aeroporto do Galeão. “Conheci dois jovens norte-americanos que vieram da Califórnia para acompanhar os Jogos Olímpicos. Como sou fluente no inglês, puxei conversa com eles e trocamos contatos do WhatsApp. Isso me deixou otimista. Eu gosto de falar de Deus. E espero poder transmitir Seu amor, seja falando em português, inglês ou por meio dos gestos de solidariedade que realizaremos”, ressalta.

Líderes de jovens adventistas de sete países sul-americanos oram pelos participantes do projeto Circuito de Campeões durante programação realizada em Teresópolis (RJ). Créditos da imagem: Márcio Tonetti
Líderes de jovens adventistas de sete países sul-americanos oram pelos participantes do projeto Circuito de Campeões durante programação realizada em Teresópolis (RJ). Créditos da imagem: Márcio Tonetti

A abertura da programação aconteceu no sábado, dia 13 de agosto, com as minivigílias realizadas em Teresópolis, Jacarepaguá e Niterói.

Após o evento que serviu de motivação espiritual, o grupo se mobilizou na manhã deste domingo para a primeira ação comunitária. Enquanto acontecia a maratona feminina no Aterro do Flamengo, eles abordaram moradores e turistas que acompanhavam a competição. Durante aproximadamente duas horas, os voluntários percorreram vários pontos do circuito entregando sacolinhas de lixo. Foi uma ação simples, mas que reforçou uma mensagem que o Rio de Janeiro tem tentado transmitir ao mundo desde a abertura dos Jogos Olímpicos: a preocupação com a preservação do meio ambiente.

Além da distribuição de sacolinhas, também foram entregues cerca de 20 mil exemplares do livro Esperança Viva em português, inglês e espanhol. “Embora alguns estrangeiros tenham sido mais resistentes do que os turistas brasileiros para receber o livro, muitos agradeceram pelo presente. Foi o caso de um grupo de japoneses que pediu até para tirar foto com a gente”, comenta o fisioterapeuta Adonias Graci, de Marilândia (ES), que deixou a empresa da qual é proprietário para poder participar das ações durante as Olimpíadas.

“Queremos mostrar um pouco da solidariedade e da alegria do jovem adventista nos locais em que estaremos ao longo desta semana”, ressalta o pastor José Venefrides, coordenador do projeto.

“O contexto das Olimpíadas é muito especial porque o foco do mundo está no Rio de Janeiro e os olhos da igreja também. Por isso, esses jovens vieram aqui fazer a diferença”, acrescenta o pastor Carlos Campitelli, líder sul-americano de jovens da Igreja Adventista.

Próximas ações

Para esta segunda-feira estão previstas várias feiras de saúde. Uma delas acontecerá na Ilha de Paquetá, onde será inaugurada no próximo fim de semana uma igreja que foi plantada graças ao trabalho dos integrantes da Missão Calebe e do projeto Um Ano em Missão. O templo está situado num importante ponto turístico, o que facilitará o contato com diferentes públicos que visitam a região.

Nos próximos dias também deve ser realizada na região do Centro Comercial Saara uma campanha de conscientização contra a pornografia.

Não resta dúvida de que essa é uma grande oportunidade que a igreja está tendo de comunicar sua mensagem a milhares de pessoas. Afinal, estima-se que ao longo do maior evento esportivo do planeta, cerca de 650 mil turistas brasileiros e outros 350 mil estrangeiros passem pela cidade maravilhosa. Porém, como observa o pastor Campitelli, ao pensar suas ações, a igreja levou em conta a necessidade de iniciativas que causem boas impressões sem gerar transtorno para a cidade. [Marcio Tonetti, equipe RA]

Check Also

A-privatização-da-fé-slider

A privatização da fé

Entenda por que ela foi confinada à vida particular e de que maneira pode voltar a exercer maior relevância na esfera pública.

  • Elyzabeth Cardoso Mendes

    Bela iniciativa da IASD nesse evento, bem como sei que foi feito na Copa do Mundo também!