Academia Adventista de Arte completa 60 anos

Instituição criada pelo Unasp contribuiu para a formação de grandes músicos
Acarte---1
Escola foi criada para formar músicos e oportunizar o desenvolvimento de outras habilidades artísticas. Créditos da imagem: acervo do Unasp, campus São Paulo

Quando os primeiros alunos chegaram ao Colégio Adventista Brasileiro (CAB), hoje Unasp, campus São Paulo, trouxeram na bagagem seus instrumentos musicais. A partir dali começava um casamento fiel entre música e ensino que já dura mais de cem anos e resultou em muitos frutos. Um deles foi a criação do Conservatório Musical Adventista, que neste ano completa 60 anos de existência.

Hoje conhecido como Academia Adventista de Arte, o espaço já recebeu e formou grandes músicos. O pastor, maestro e compositor Williams Costa Jr., que dirigiu a Acarte de 1977 a 1987, explica que o objetivo inicial do projeto era criar não somente um espaço voltado para a música, mas que também contemplasse outros trabalhos artísticos. “Era um sonho bem ambicioso com limitações enormes, mas Deus abençoou bastante. Eu não tenho dúvida da significativa contribuição da Acarte para a igreja no Brasil”, ressalta.

Hoje a Acarte vive a realização do sonho de seus pioneiros. Cerca de 500 alunos são ensinados por 35 professores em diversos instrumentos musicais. A escola oferece ainda aulas de percepção, musicalização e pintura, além do curso técnico em música.

Paralelamente à parte teórica, os alunos têm a oportunidade de colocar em prática o que aprenderam. Durante o ano são apresentados mais de 60 recitais e realizados cerca de 20 concertos abertos ao público.

“A Acarte vive hoje um grande momento. Mas foi preciso muito esforço para que pudéssemos chegar nesse estágio”, afirma Davinson Berger, diretor da Academia Adventista de Arte.

Incubadora de talentos

Acarte-2
Escola conta com mais de 500 alunos. Créditos da imagem: acervo Unasp, campus São Paulo

Nos últimos anos, muitos grupos musicais nasceram na Acarte. Entre eles, os doze corais com cantores de diferentes idades que somam mais de 1,5 mil vozes. A lista também inclui três bandas e quatro orquestras de sinos, além da Orquestra Sinfônica Jovem do Unasp e o Metal & Cia. Juntos, esses grupos reúnem mais de 250 instrumentistas.

Na opinião de Cleide Oliveira, ex-diretora da escola de artes, os grupos que nasceram na Acarte se tornaram referência no meio adventista brasileiro.

Discos pioneiros na história da música adventista fazem parte do acervo produzido pela Acarte. Por meio desses projetos a escola tem registrado e compartilhado a mensagem de esperança.

“Quando a gente trabalha tendo em vista a missão, tudo vai sendo guiado pelo Senhor”, frisa o maestro Flávio Garcia, ex-diretor da Acarte.

Na opinião do pastor Turíbio de Burgo, que também dirigiu o conservatório, uma boa escola de música deve contribuir com a formação do aluno e com a adoração na igreja, além de promover atividades que envolvam a comunidade.

MURILO PEREIRA é assessor de comunicação do Unasp, campus São Paulo

VEJA A REPORTAGEM EM VÍDEO

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.