Gente cuidando de gente

Mobilizada em pequenos grupos, igreja no Nordeste impacta a comunidade e fortalece o cuidado mútuo 
IMG_3573
Igreja na região Nordeste é desafiada a servir a comunidade por meio dos Pequenos Grupos (PG). Foto: Diogenes Silva

Josilândia Lopes Ferreira tem enfrentado dias difíceis. Há um mês, ela recebeu a notícia de que o filho, Everton, de 9 anos, tem um tumor na medula. Abalada com a notícia, a merendeira de uma escola de Itapetim (PE), município que fica a aproximadamente 400 quilômetros de Recife, deixou o emprego e veio em busca de recursos médicos na capital.

Pensando em transmitir esperança para crianças e pais em situação semelhante, um grupo de voluntários visitou o Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (Naac) no último sábado, dia 12 de novembro. Durante pouco mais de uma hora, eles cantaram, apresentaram históricas bíblicas e ofereceram lanches e presentes.

“Sou grata a esses jovens, pois eles proporcionaram às crianças momentos felizes e aos pais que tem vivido nos hospitais, um pouco de esperança”, expressa Josilândia.

“Com frequência temos recebido o apoio de voluntários da Igreja Adventista por meio de doações e atividades. Isso é muito importante para o tratamento”, acrescenta Cione Gonçalves de Andrade, que atua há 12 anos como voluntária na ONG.

IMG_3979
Pequeno Grupo de Recife aproveitou o tema da campanha Novembro Azul para falar sobre a prevenção do câncer de próstata. Foto: Diogenes Silva

Também no dia 12, os fiéis saíram às ruas para fazer o bem ao próximo em 250 pontos da Grande Recife. Em toda a região, a tarde de sábado foi dedicada à participação de PGs em flashmobs nos semáforos, distribuição de livros e alimentos, visita a asilos, apoio a campanhas de saúde e assistência a moradores de rua.

A lista de ações ainda incluiu doação de sangue à Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope). Segundo Tânia Marquesin, uma das responsáveis pela unidade, o Hemope necessita de 400 a 500 doações por dia. “Infelizmente, temos recebido em torno de 250 a 300. Por isso, a doação desses jovens é de vital importância, ainda mais no contexto de um feriado prolongado, quando a demanda de transfusões aumenta. Há mais de dez anos, a Igreja Adventista tem sido um exemplo para a nossa população”, ressalta.

IMG_4066
Lúcia, uma das integrantes do PG que, semanalmente, distribui sopa na periferia de Recife. Foto: Diogenes Silva

Na cidade de Jaboatão dos Guararapes (PE), também houve distribuição de sopa para famílias do bairro Jardim Piedade, um dos mais carentes da região. Nessa localidade, o pequeno grupo Shekinah atende semanalmente cerca de 20 pessoas, segundo dona Lúcia Maria Martins da Silva, uma das líderes do PG. “Servimos sopa, comemos junto com elas, as ouvimos e, assim, elas se sentem à vontade para desabafar. Por meio da amizade, conquistamos a confiança delas. Fazemos isso porque entendemos que temos que mostrar o amor de Jesus não somente dentro da igreja, mas na comunidade”, afirma.

Foi por meio do projeto que Cícero José dos Santos, um alcoólatra inveterado, conheceu o evangelho. Mais do que receber alimento, ele foi abraçado pelo PG do qual Lúcia faz parte. Apesar das recaídas, Cícero passou a estudar a Bíblia e a frequentar uma comunidade adventista. Hoje, liberto do vício, ele é um dos integrantes do projeto do sopão.

file
Cícero José dos Santos, fruto do trabalho realizado por um pequeno grupo. Foto: Diogenes Silva

No dia 12 de novembro, o pernambucano foi batizado durante uma programação realizada na Igreja Central de Recife, transmitida ao vivo por meio do canal executivo da TV Novo Tempo para congregações de seis estados do Nordeste. O objetivo do evento foi celebrar o trabalho feito através dos mais de 10 mil PGs. Como resultado, no fim de semana foram realizados cerca de mil batismos em várias igrejas da região.

O pastor Moisés Moacir, líder da sede administrativa para os estados de Alagoas, Ceará, Pernambuco, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte, atribui à mobilização em PGs o crescimento de igrejas plantadas, estudos bíblicos, conversos e da fidelidade dos membros nos dízimos e ofertas.

Coordenador do programa denominado PG My Style, o pastor Carlos Augusto Andrade, explica que, desde 2013, a liderança da igreja na região Nordeste tem se preocupado em formar líderes para os Pequenos Grupos. “Não adianta pensar em Pequenos Grupos sem líderes. Para que a multiplicação seja saudável, procuramos formar pessoas para cuidar de pessoas”, realça.

Segundo ele, a igreja tem se preocupado em capacitar líderes que tenham essa visão. “Nossa meta é formar 13 mil líderes que acreditem que a função deles também é pastorear. Temos 217 pastores distritais, mas sozinhos eles não conseguem pastorear 200 mil membros”, sublinha.

Presente na programação do último sábado, o pastor Everon Donato, diretor do Ministério Pessoal da sede sul-americana da igreja, ressaltou que o objetivo maior de envolver os membros da igreja em pequenas comunidades é promover o discipulado. “Não se produz discípulos em massa ou em série, mas de forma mais personalizada e em pequenas comunidades”, observa.

“Mais do que encher nossos templos e nossas casas, queremos encher o Céu com os discípulos que Deus nos confiou”, acrescentou o pastor Erton Köhler, presidente da sede administrativa adventista para oito países da América do Sul, que também esteve em Recife.

Ele acredita que se esse conceito for aplicado à estrutura da organização, como se pretende no Nordeste, muita coisa poderá mudar. “O discipulado deixa de ser filosófico e passa a ser real quando, em vez de cuidarmos de prédios, projetos, relatórios e calendários, cuidamos primeiramente das pessoas”.

MÁRCIO TONETTI é editor associado da Revista Adventista

VEJA OUTRAS FOTOS DA ASSEMBLEIA DE PEQUENOS GRUPOS

Check Also

Sociedade-Bíblica-do-Brasil-submete-versão-da-Nova-Almeida-Atualizada-à-avaliação-das-igrejas-slider

Sociedade Bíblica do Brasil submete versão da Nova Almeida Atualizada à avaliação das igrejas

Representantes de diversas denominações e organizações cristãs receberam exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios, primeiro fruto do trabalho que deverá ser concluído em 2018.