Mesmo desempregada, família mantém projeto de distribuição de marmitas para moradores de rua

Casal passou a confeccionar e vender almofadas para conseguir doar cerca de 200 marmitas por mês

Mesmo desempregada, família mantém projeto de distribuição de marmitas para moradores de rua

A perda do emprego não foi motivo para que um casal de Rondônia interrompesse o projeto de distribuição gratuita de marmitas para moradores de rua. Élida Ferreira e Gilbenes de Araújo gastam cerca 1,2 mil reais por mês com o preparo de refeições para sem teto de Porto Velho, capital do Estado. A cada domingo eles entregam cerca de 50 marmitas. A fim de garantir o próprio sustento e ainda conseguir recursos para a ação solidária, eles confeccionam e vendem almofadas. Para completar, recebem da igreja local uma cesta básica. Moradores de um vilarejo que fica a cerca de 20 km da capital, os voluntários não somente levam alimento para os moradores de rua, mas também entregam livros e oram com as pessoas atendidas. [Equipe RA, da redação / Com informações de Vanessa Lemes, da ASN]

Veja também

Todos são anjos

Ao ajudar os outros, atuamos como mensageiros de Deus e causamos um impacto positivo.