150 milhões de Bíblias

Sociedade Bíblica do Brasil comemora marca histórica na produção de exemplares do livro sagrado
Bíblias
Créditos da imagem: Daniel de Oliveira

Uma marca história alcançada no fim do ano passado reafirmou a posição do Brasil como o país que mais divulga as Sagradas Escrituras no mundo. De acordo com a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), desde que a Gráfica da Bíblia foi inaugurada, em 1995, foram impressos 150 milhões de exemplares do livro sagrado.

Rudi Zimmer, diretor executivo da SBB, atribui essa conquista ao engajamento das igrejas cristãs brasileiras. “Nas últimas décadas, mais do que em qualquer outro período, as igrejas brasileiras têm se envolvido de forma crescente com esta divulgação, transformando o Brasil no país em que se realiza a maior operação de distribuição das Escrituras Sagradas no mundo, atualmente”, comemora.

Outro ponto ressaltado pelo diretor executivo é que as igrejas brasileiras são as que mais enviam missionários para outras partes do mundo, fato que tem colaborado para a expansão da causa da Bíblia. Entretanto, ele ainda vê a disseminação da Palavra como um desafio: “No Brasil, estamos passando por uma crise política, social e econômica que também afeta bastante a semeadura da Palavra de Deus”, observa.

Gráfica da Bíblia

Créditos: SBB
Atualmente, 216 colaboradores trabalham na Gráfica da Bíblia, em Barueri (SP).Créditos: SBB

Inaugurada em 1995, a Gráfica da Bíblia é um dos dois maiores centros de produção de Escrituras do mundo. A estrutura permite que a SBB exporte para mais de 100 países das Américas, África, Ásia e Europa. De suas instalações saem exemplares em português, espanhol, inglês, francês, árabe e até em ioruba, idioma falado em países africanos. Do total de Escrituras produzidas, cerca de 20% são destinados ao mercado externo.

O secretário de Tradução e Publicações da SBB, Paulo Teixeira, ressalta a importância de se oferecer as Escrituras aos mais diferentes públicos. “Traduzir, publicar e distribuir a Bíblia é permitir que a mensagem de vida que há em Jesus alcance todas as pessoas em nosso país”, afirma.

A SBB oferece Escrituras para pessoas com deficiência visual e auditiva, crianças e jovens. Volta-se, ainda, aos enfermos, aos encarcerados, imigrantes, às famílias, aos estudantes, aos pastores e aos líderes. “Para cada grupo, a SBB procura desenvolver e publicar Escrituras em formato e linguagem adequados”, comenta Teixeira, lembrando que a SBB também oferece a Bíblia em formato digital, como o aplicativo Bíblia Plus, e e-books variados.

Não por acaso, a organização brasileira é destacada pelas Sociedades Bíblicas Unidas (SBU) – aliança mundial da qual a SBB faz parte e que está presente em mais de 200 países e territórios –, por estar na vanguarda da distribuição de Escrituras. Somente em 2015, distribuiu 7,62 milhões de Bíblias, superando todos os outros países do mundo. “É evidente que a Sociedade Bíblica do Brasil desempenha um papel fundamental na missão global do movimento das Sociedades Bíblicas e estamos particularmente gratos por seu compromisso de levar a Palavra de Deus às pessoas vulneráveis”, declara o diretor geral das SBU, Michael Perreau. [Equipe RA, da redação / Com informações da Sociedade Bíblica do Brasil]

Veja também

Congresso de comunicação

Confira as datas para submissão de trabalhos no evento pioneiro que reunirá profissionais adventistas de vários países.