Prazo prorrogado

População terá até o dia 17 de fevereiro para participar de Consulta Pública sobre o Enem

O prazo para participar da Consulta Pública sobre o Exame Nacional do Ensino Médio foi estendido até o dia 17 de fevereiro. De acordo com a assessoria de imprensa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão responsável pela formulação e aplicação do Enem, o objetivo da prorrogação é possibilitar a participação de um maior número de pessoas na pesquisa. Segundo o Inep, até o dia 2 foram registradas 225 mil respostas.

LEIA TAMBÉM: Estudante adventista tira nota máxima na redação do Enem

Além de perguntar sobre o formato da prova, o MEC quer saber a opinião dos brasileiros quanto ao dia de aplicação do Enem. O questionário online permite sugerir que o exame deixe de ser realizado no sábado. Entre as alternativas propostas está a realização da prova em dois domingos seguidos ou no domingo e na segunda-feira. Outra opção que aparece no formulário é a de concentrar a avaliação num único dia.

No atual modelo, milhares de estudantes que guardam o sétimo dia por convicção religiosa permanecem confinados até o pôr do sol do sábado. Em 2016, mais de 76 mil inscritos aguardaram ao menos seis horas, após o início oficial do exame, para começar a prova.

Como participar

Para opinar sobre o futuro do Enem é preciso fazer um rápido cadastro. Cada participação será computada apenas uma vez. O questionário tem três perguntas objetivas, que abordam alternativas de mudanças dos dias de aplicação de provas e possibilidade de aplicação por computador, e uma pergunta discursiva na qual o cidadão pode dar sugestões para aprimoramento do exame. [Equipe RA, da Redação / Com informações do Inep e ASN]

VEJA TAMBÉM

Pr. Erton, líder sul-americano da Igreja Adventista, convida a todos para responderem a Consulta Pública do Ministério da Educação sobre o ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio.Clique aqui para participar: http://bit.ly/consultapublicaenem

Publicado por Igreja Adventista do Sétimo Dia em Quarta, 1 de fevereiro de 2017

 

Veja também

A marca da igreja

Manual traz orientações gerais de como apresentar a igreja em cartazes, sites, outdoors e em qualquer peça de comunicação.