Recrutamento e capacitação

Filial da Adventist Frontier Mission prepara brasileiros para atuar em países do Oriente Médio, África e Ásia
Laurence Burn, diretor de Treinamentos da AFM, realiza oficina para missionários brasileiros. Créditos: AFM Brasil

Seis brasileiros estão sendo preparados pela filial da Adventist Frontier Mission para servir como missionários em países do Oriente Médio, África e Ásia. Trata-se do primeiro grupo capacitado pelo escritório da AFM no Brasil, implantado há pouco mais de três meses.

Depois de terem passado por um treinamento realizado entre os dias 15 de janeiro e 2 de fevereiro, em breve eles devem partir para Benin, Guiné, Filipinas e Turquia.

Primeiro grupo selecionado e treinado pelo escritório brasileiro da AFM. Créditos da imagem: AFM Brasil

A capacitação de três semanas buscou familiarizar o grupo com a cultura desses países, além de mostrar o que significa ser um missionário em território estrangeiro e como se deve agir. Um dos convidados para falar ao grupo foi Laurence Burn, responsável pela área de treinamentos na AFM.

O desafio será estabelecer igrejas entre os nativos. Para isso, os missionários precisarão se inserir no cotidiano do povo e nas comunidades, além de aprender o idioma local. Dessa forma, será possível se aproximar, fazer amizades e, então, usar as estratégias de evangelismo aprendidas no treinamento para apresentar Jesus às pessoas e fazer novos discípulos.

Sobre a AFM

Em funcionamento há mais de 30 anos, a AFM já recrutou, treinou e enviou centenas de missionários especialmente para a chamada Janela 10/40, que envolve países da África, Oriente Médio e Ásia. Presente em 21 países e com 25 projetos em andamento, ela mantém o objetivo de levar o evangelho a lugares desafiadores.

Inaugurada no Brasil em novembro do ano passado, a filial da Adventist Frontier Mission funciona no Unasp, campus Engenheiro Coelho (SP). Para o pastor Samir Costa, coordenador da unidade, a abertura de um novo escritório no Brasil ampliará significativamente a contribuição do país para as missões mundiais. “Deus vem abrindo as portas, e eu estou muito feliz com isso”, comemora. [Ronaldo Pascoal, da AFM Brasil]

Veja também

Passado e presente

Igreja celebra centenário da União Sudeste Brasileira, recordando sua trajetória e planejando seus próximos passos …