Apoio aos gaúchos

ADRA Brasil desloca unidade móvel para atender moradores de São Francisco de Paula, município atingido por vendaval
Agência humanitária deslocou unidade móvel usada na resposta à emergências. Foto: ADRA Brasil

A casa da aposentada Ladi Ferreira da Silva foi uma das 500 residências destruídas pelo vendaval que atingiu o município de São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha, no último domingo (10). O temporal deixou mais de 1,6 mil desabrigados, 70 feridos e provocou uma morte.

A prefeitura decretou estado de emergência e a Defesa Civil do Rio Grande do Sul acionou a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA Brasil). A agência humanitária deslocou até São Francisco de Paula a unidade móvel usada em casos de emergência e está atendendo os moradores com alimentação, lavagem e secagem de roupas e apoio psicológico.

VEJA IMAGENS DOS ESTRAGOS PROVOCADOS PELO TEMPORAL E DO ATENDIMENTO PRESTADO PELA ADRA BRASIL

De acordo com Paulo de Tarso, diretor do escritório da ADRA Brasil no território gaúcho, a expectativa é atender 800 famílias nesta semana. “Porém, a ADRA Brasil vai ficar na cidade o tempo que for necessário”, ele assegura.

“É muito bom poder contar com a comida que vem sendo distribuída e saber que a ADRA continuará nos auxiliando nos próximos dias”, afirma dona Ladi.

A agência humanitária adventista também está organizando uma campanha a fim de levantar recursos para ajudar o município que, segundo estimam as autoridades locais, deve  levar pelo menos seis meses para ser reconstruído. Veja abaixo como colaborar. [Com informações de Eduardo Teixeira e fotos da ADRA Brasil]

Veja também

A Reforma e a ciência

Tema é discutido em simpósio universitário realizado no Instituto Adventista Paranaense.