Eles disseram “sim” para Jesus

No Dia Mundial do Jovem Adventista, conheça a Comunidade Yes, projeto que tem obtido sucesso em engajar as novas gerações na missão
Criada há três anos, a Comunidade Yes já levou 46 adolescentes ao batismo. Foto: Unasp, campus São Paulo

Antes de as aulas começarem em 2017, um grupo de 20 estudantes do Unasp, campus São Paulo, começou o ano vivendo pela primeira vez a experiência do voluntariado. O campo missionário deles foi o município de Juquitiba, no interior paulista.

Maria Fernanda Pingitu, uma das participantes, se envolveu completamente, deixando de lado tudo o que pudesse lhe tirar o foco da missão. Para isso, fez até jejum das redes sociais. “Eu nunca tinha conseguido ficar sem o meu celular um dia inteiro. Mas dessa vez não senti falta”, conta.

A estudante do Ensino Médio integra um projeto que tem obtido bons resultados em engajar as novas gerações na igreja. A Comunidade Yes, que neste mês completa três anos de existência, surgiu com o objetivo de tornar o evangelho real, presente e ativo na vida dos adolescentes.
“’Yes’ significa integração, evangelismo e serviço. Ao mesmo tempo, tem que ver com dizer ‘sim’ para Jesus e as coisas boas da vida. É uma forma de alcançar as novas gerações de um jeito diferente”, explica o pastor Jackson Andrade, capelão da educação básica e coordenador da iniciativa.

Encontros semanais reúnem cerca de 200 adolescentes. Foto: Unasp, campus São Paulo

Dinâmica do projeto

A comunidade se reúne semanalmente no Unasp, campus São Paulo, e é frequentada por aproximadamente 200 adolescentes. Embora a maioria estude na própria instituição, sempre há convidados, seja colegas da sala de aula ou pessoas de fora. Os participantes são estimulados a fazer novos discípulos.

Os cultos acontecem aos sábados, às 10h. São eles mesmos que cuidam de cada detalhe do programa, que mantém os jovens atuantes em diferentes ministérios, incluindo música, dramaturgia e ornamentação.

Integrantes do projeto distribuem livros missionários e água em frente a casas noturnas da capital paulista. O rótulo das garrafas alertava para os riscos do álcool. Foto: Unasp, campus São Paulo

Quando o programa termina, ao meio dia, os amigos se reúnem no que chamam de Expressão Jovem (EJ), um ministério voltado para o discipulado. O momento que passam juntos têm fortalecido os vínculos entre os alunos. Alguns são os únicos adventistas na família e, ao passarem o sábado na companhia dos amigos, conversando, estudando a Bíblia, orando e fazendo trabalhos sociais e evangelísticos, conseguem observar o sábado com maior facilidade.

Vitória Emmanuela de Souza foi batizada em novembro de 2016 e, desde então, conta com o apoio do grupo. “É como se fossem uma família para mim. Depois que eu comecei a participar da Comunidade Yes, eles me ajudaram a crescer muito espiritualmente. É muito difícil guardar o sábado sendo a única adventista em casa. Meus pais fazem outras coisas nesse dia. Se não fosse o EJ, talvez eu não conseguisse ser adventista”, afirma.

“Sempre que chega alguém novo nós ficamos muito felizes porque sabemos que mais pessoas estão ali para ir juntamente conosco para o Céu. Isso é o que eu mais gosto no Yes!”, expressa Bruna Souza, outra participante.

Cada ministério desempenha bem o seu papel. O da ornamentação, por exemplo, tem o compromisso de a cada sábado montar uma decoração que ilustre o tema da mensagem principal. Os sermões partem de assuntos que estão em alta e dialogam com questões do dia a dia dos adolescentes.

“A cultura pop é a linguagem das novas gerações. Por isso, a fim de chamar a atenção desse público, trazemos a ideia dos seriados, filmes e livros para o contexto do grande conflito. Usamos essa linguagem simplesmente para mostrar o evangelho. Temos percebido que muitos desses jovens têm deixado de assistir a alguns seriados e abandonado determinadas práticas porque entenderam o evangelho dentro da linguagem que para eles era a mais acessível”, explica Andrade.

ASSISTA AO VÍDEO PARA SABER MAIS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO PROJETO

Discipulando as novas gerações

Alguns alunos começaram o Ensino Médio na mesma época em que nascia a Comunidade Yes. Eles participaram do planejamento e hoje, como líderes da iniciativa, compreendem bem o papel que o projeto teve no desenvolvimento espiritual deles e de outras pessoas. É o caso de Isabella Ferreira, cujo batismo marcou a festa do primeiro aniversário da Comunidade Yes. “O Yes não somente transformou um momento da minha história, mas transformou a minha vida. No início, eu não sabia direito quem Deus é nem o que significa servi-Lo, mas agora eu sei”, enfatiza.

Momento de louvor durante um culto de sábado. Créditos: Unasp, campus São Paulo

Alan Santos também integra a Comunidade Yes desde o início do projeto. Ele concluiu o Ensino Médio e hoje, enquanto cursa a graduação em Música, dirige o ministério do louvor. “As pessoas são movidas pela música e é nisso que eu me sinto realizado. Eu sempre gostei de música e já toquei em alguns lugares fora da igreja, o que não foi legal. Mas no Yes eu consegui me achar num lugar em que foi possível colocar a música em prática e usar esse dom para honrar a Deus. Agora, tudo o que faço é para Ele”, o jovem declara.

Em três anos, o trabalho da Comunidade Yes resultou em 46 batismos e influenciou esses jovens em escolhas importantes. Três deles, incluindo dois dos que foram batizados no projeto, estão cursando Teologia no Unasp, campus Engenheiro Coelho. “Muitos jovens que eram inativos na igreja, passaram a participar, praticar a missão, ser ativos nos seus diversos ministérios e a mostrar Jesus de um jeito diferente para os amigos”, o pastor Jackson Andrade comemora.

MURILO PEREIRA é assessor de Comunicação do Unasp, campus São Paulo

Veja também

Ponto da virada

A leitura do livro A Grande Esperança ajudou um jovem a encontrar Deus e a trocar o ateísmo pelo adventismo.