Caminho a Cristo faz 125 anos

Conheça o clássico cristão que ainda inspira
Edição comemorativa lançada pela Casa Publicadora Brasileira

Caminho a Cristo, o livro de Ellen White mais publicado e traduzido, completa 125 anos, em 2017. Como esse pequeno e poderoso livro foi publicado? Como poderemos compartilhar ainda mais amplamente as bênçãos espirituais desse edificante livro neste ano?

Originalmente publicado em 1892, Caminho a Cristo foi um dentre os vários livros cristocêntricos produzidos por Ellen White durante os anos 1890 [1].

Logo após a assembleia da Associação Geral de 1888, que imprimiu uma ênfase renovada no tema justificação pela fé, Ellen White e outros falaram sobre o assunto em igrejas e reuniões campais.

Como resultado, vários pastores pediram a Ellen White que escrevesse um pequeno livro de cunho cristocêntrico que pudesse ser vendido por evangelistas e também nas livrarias [2]. Ela havia escrito vários artigos sobre conversão e vida cristã que foram publicados em vários periódicos da Igreja. O pedido agora era para que aqueles materiais fossem incorporados em um livro para uma distribuição mais ampla.

Marian Davis, secretária de longa data de Ellen White, foi encarregada da tarefa de localizar e montar em um manuscrito os vários escritos de White sobre a vida cristã. Marian procurou entre todos os artigos publicados pela autora na Review and Herald (hoje Adventist Review) e Signs of the Times, nos capítulos dos seus livros já publicados, cartas pessoais, e manuscritos não publicados, em busca do melhor material para o novo livro. Em algumas situações, Ellen White escreveu material novo para completar alguns capítulos, ou reescreveu partes já escritas, para se encaixar melhor ao livro.

Volume original do livro Caminho a Cristo publicado em 1892 pela Companhia Fleming H. Revell

O trabalho de preparar o manuscrito foi realizado em 1890 e 1891. A origem do título, “Caminho a Cristo”, é desconhecida. No entanto, no verão de 1891, quando o manuscrito do livro circulou em uma convenção educacional, em Harbor Heights, Michigan (EUA), foi muito bem recebido.

Foram estudadas maneiras de realizar uma distribuição mais ampla e eficaz do novo livro. Uma sugestão foi publicá-lo em uma editora não adventista. George B. Starr, que quando jovem e antes de se tornar adventista havia trabalhado para Dwight L. Moody, em Chicago, em 1875 [3], sugeriu que entrassem em contato com o cunhado de Moody, Fleming H. Revell, para consultá-lo se tinha interesse em publicar o referido livro [4].

Quando foi publicado pela primeira vez, em 1891 pela Fleming H. Revell Company, Caminho a Cristo continha doze capítulos, apenas. No ano seguinte, a International Tract Society, em Londres, quis publicar o livro no Reino Unido [5]. Para assegurar os direitos autorais na Grã-Bretanha, Ellen White acrescentou um novo capítulo introdutório: “O Cuidado de Deus”, que foi mantido em todas as edições publicadas pela denominação. Embora a Revell tenha publicado três edições do livro nas primeiras seis semanas após a primeira publicação, e um total de sete edições durante o primeiro ano, em 1896 Revell concordou em vender os direitos autorais para a Review and Herald Publishing Company. Anos mais tarde, a Review transferiu esses direitos para Ellen White [6].

Ao longo dos anos, Caminho a Cristo foi publicado em dezenas de idiomas e formatos

Não existe um registro acurado do número total de exemplares de Caminho a Cristo impresso nesses 125 anos. Milhares de livros foram publicados (estimados pelo copyright – direitos autorais), tanto pela denominação como por organizações particulares. Da mesma forma, é também desconhecido o número de idiomas para os quais foi traduzido. No entanto, O Patrimônio Literário Ellen G. White está ciente de que esse poderoso livro, transformador de vidas, já foi traduzido para mais de 165 idiomas.

Citações favoritas

Embora ainda seja benéfico ler e reler Caminho a Cristo, e descobrir algo novo a cada leitura, outra razão para a sua popularidade constante são as muitas citações que encontramos nele. A seguir está apenas uma amostra que ilustra a natureza simples, mas prática do livro.

Leia o Caminho a Cristo e descubra muitas ideias similares de crescimento em Jesus:

“A oração é o abrir do coração a Deus como a um amigo. Não que seja necessário, a fim de tornar conhecido a Deus o que somos; mas sim para nos habilitar a recebê-Lo. A oração não faz Deus baixar a nós, mas eleva-nos a Ele” (Caminho a Cristo, p. 93).

“Por que deveriam os filhos e filhas de Deus ser tão relutantes em orar, quando a oração é a chave nas mãos da fé para abrir o celeiro do Céu, onde se acham armazenados os ilimitados recursos da Onipotência?” (p. 94, 95)

“Consagrai-vos a Deus pela manhã; fazei disto vossa primeira tarefa.” (p. 70)

“Quando Cristo habita o coração, transforma-se toda a natureza.” (p. 73)

“O Senhor nunca exige que creiamos em alguma coisa sem nos dar suficientes provas sobre que fundamentemos nossa fé.” (p. 105)

“Exponde continuamente ao Senhor vossas necessidades, alegrias, pesares, cuidados e temores. Não O podeis sobrecarregar; não O podeis fatigar.”(p. 100)

Embora Caminho a Cristo exista há mais de um século, o que você e eu podemos fazer para divulgar ou reapresentar este livro maravilhoso? A seguir algumas sugestões:

Leia o livro. Ele contém 13 capítulos, apenas, portanto qualquer pessoa pode encontrar algum tempo durante o ano para sua leitura. Imagine o impacto que seria sentido nas igrejas se cada adventista, no mundo todo, lesse Caminho a Cristo, com oração, em 2017! Você pode ler, juntamente com a leitura da Bíblia ou de outros devocionais, durante o culto familiar.

Pequenos grupos (tanto na igreja quanto nos lares) podem estudar o livro, pastores podem pregar sermões baseados nos temas encontrados nele (que tal um sermão por semana durante o trimestre?), professores podem usar o livro nos cultos das aulas, capelas, etc. Do mesmo modo, o livro ainda pode ser o tema dos cultos dos funcionários nos escritórios das Associações e instituições de saúde.

Doe o livro para familiares, amigos, vizinhos, colegas de trabalho, e outros. Caminho a Cristo está disponível para ser baixado gratuitamente, em vários idiomas (clique aqui). Também está disponível em áudio em alguns idiomas. O livro Caminho a Cristo tem sido uma grande bênção para milhões de pessoas que o leram. Como sumarizado por Tim Poirier em seu artigo escrito no centenário desse livro: “Não sabemos quem sugeriu a Ellen White a ideia de escrever um livro simples sobre a vida cristã. Mas uma coisa é certa: a pessoa não tinha ideia de quantos milhões de pessoas teriam seu primeiro encontro com Cristo por meio desse livrinho.” (Poirier, p. 15)

É igualmente certo que ainda podemos ser abençoados, e continuar a ser uma bênção para os outros, ao ler e compartilhar o Caminho a Cristo, em 2017.

JAMES R. NIX é diretor do Patrimônio Literário de Ellen G. White (artigo publicado originalmente na edição de novembro de 2016 da revista Adventist World)

_____________________________________________________________

[1] Caminho a Cristo (1892), O Maior Discurso de Cristo (1896), O Desejado de Todas as Nações (1898), Parábolas de Jesus (1900).

[2] W. C. White e D. E. Robinson, The Story of a Popular Book “Steps to Christ” (St. Helena, California, “Elmshaven” Office, August 1933 [mimeographed]), p. 1.

[3] Enciclopédia do Adventista do Sétimo Dia (1996), v. 11, p. 702; Denis Fortin and Jerry Moon, eds., The Ellen G. White Encyclopedia, 2nd ed. (Hagerstown, Md.: Review and Herald Pub. Assn., 2013), p. 519, 520.

[4] 4 A Enciclopédia de Ellen G. White, p. 1198.

[5] The Fleming H. Revell Company renunciou a todos os direitos para publicações internacionais. Veja Tim Poirier, “A Century of Steps,” Adventist Review, May 14, 1992, p. 14.

[6] A Enciclopédia de Ellen G. White, p. 1198; White e Robinson; Poirier, p. 14, 15.

Veja também

A marca da igreja

Manual traz orientações gerais de como apresentar a igreja em cartazes, sites, outdoors e em qualquer peça de comunicação.