Portugal em chamas

Agência humanitária adventista auxilia famílias afetadas por incêndio de grandes proporções que atinge o país
Foto: Reprodução/Adventist Review

Com o apoio de membros da igreja, a agência humanitária adventista tem auxiliado as famílias portuguesas que perderam tudo no incêndio florestal que vem devastando a região central do país desde o fim de semana. Centenas de bombeiros e voluntários trabalham no combate ao fogo. De acordo com os últimos relatórios divulgados pelas autoridades locais, pelo menos 64 pessoas morreram e mais de 150 ficaram feridas. Diante da tragédia, o país decretou três dias de luto.

Em nota, a liderança da igreja em Portugal manifestou solidariedade às famílias das vítimas e informou que tanto os membros da igreja quanto a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) estão trabalhando para amenizar o sofrimento dessas pessoas.

“Alguns dos nossos irmãos, além das autoridades oficiais, vizinhos e amigos, estão apoiando as famílias. Semelhantemente, a ADRA está em ação, recolhendo meios e recursos para intervir”, informou a administração da igreja no país.

De acordo com o comunicado, várias famílias adventistas perderam casas, carros, plantações agrícolas, documentos pessoais e outros pertences, mas não há membros da igreja entre os mortos. A nota informa ainda que, por segurança, a Clínica Adventista Vita Salus, que fica na região de Pedrógão Grande, foi evacuada.  [Equipe RA, da Redação / Com informações do site oficial da igreja em Portugal]

Veja também

Todos são anjos

Ao ajudar os outros, atuamos como mensageiros de Deus e causamos um impacto positivo.