Ouça a voz de Deus

Livro explica como Deus se comunica com a humanidade por meio dos profetas e responde dúvidas sobre o ministério de Ellen White
Obra corrige os equívocos mais comuns sobre o ministério dos profetas bíblicos e extrabíblicos

Deus ainda fala hoje ou Sua voz só pôde ser ouvida nos tempos bíblicos? Ele falou apenas com pouquíssimas pessoas santas ou também Se revelou para pecadores? Sonhos e visões ainda são utilizados por Ele para Se comunicar com a humanidade? Como distinguir um profeta moderno verdadeiro de um falso?

Essas são apenas algumas das muitas perguntas respondidas na obra Quando Deus Fala: O Dom de Profecia na Bíblia e na História (2017, 512 páginas). O lançamento da CPB foi organizado pelo teólogo brasileiro Alberto Timm e o experiente editor guianense Dwain Esmond, ambos diretores associados do Patrimônio Literário de Ellen White. O White Estate, como é conhecido em inglês, é um órgão na sede mundial da igreja que foi estabelecido por orientação da própria Ellen Gould White (1827-1915), principal autora do adventismo, com a finalidade de preservar e divulgar sua impressionante produção de quase 100 mil páginas manuscritas.

LEIA TAMBÉM: Novas publicações

A obra foi escrita por 23 especialistas em teologia, todos mestres ou doutores. Cada um desses teólogos procura responder, nos 20 capítulos do livro, às muitas dúvidas sobre o dom de profecia. Apesar da natureza teológica do livro, foi tomado o cuidado de “trocar em miúdos” os conceitos mais difíceis da doutrina da revelação e da inspiração, de modo que este livro, indispensável para pastores e seminaristas, também seja lido sem nenhuma dificuldade por qualquer leitor.

O livro corrige os equívocos mais comuns sobre a compreensão popular a respeito do dom de profecia e do ministério dos profetas bíblicos e extrabíblicos. Por exemplo: apesar de muita gente imaginar que Deus ditou cada palavra que aparece na Bíblia, Quando Deus Fala mostra que essa ideia traz problemas para a interpretação bíblica.

Uma outra questão importante tratada na obra é a continuidade dos dons espirituais, especialmente do profético, um dos mais importantes (1Co 14:1). Muita gente boa pensa que o dom de profecia foi dado por Deus exclusivamente para a composição da Bíblia. Os que defendem essa posição geralmente têm a intenção de exaltar o livro sagrado como a suprema revelação divina, mas se esquecem de que antes e depois dos tempos bíblicos houve profetas que transmitiram oralmente ou por escrito mensagens inspiradas por Deus.

Crer na mensagem de profetas extrabíblicos contraria o princípio protestante sola Scriptura [a Bíblia somente]? Como pode alguém que segue as mensagens de um profeta moderno, por exemplo, dizer com sinceridade que a Bíblia é sua única regra de fé e conduta? Esse aparente paradoxo é esclarecido também.

Evidentemente, no livro é dada atenção especial ao ministério profético de Ellen White. Suas mensagens contrariam a Bíblia? Algumas informações que ela deu em seus comentários sobre a narrativa bíblica e que não são perceptíveis na leitura da Bíblia estão de acordo com o que arqueólogos, linguistas e intérpretes têm descoberto? Qual é a importância dos escritos dela para alguém que já segue a Bíblia? Ela cometeu plágio ou foi ética no uso de fontes?

Finalmente, os dois últimos capítulos concluem a obra com detalhes impressionantes e inusitados da vida dessa mensageira de Deus. A parte assinada por James Nix, diretor do Patrimônio Literário de Ellen White, destaca algo sobre o que a pioneira pouco escreveu, mas fez muito: usar suas mãos para ajudar pessoalmente aos necessitados. No último capítulo, o dinâmico Dwight Nelson, escritor e pastor da igreja da Universidade Andrews (EUA), reflete sobre a relevância dos escritos de Ellen White para as novas gerações.

Quando Deus Fala não é um livro apenas para aumentar o conhecimento de quem o lê. Sua mensagem é para ser compartilhada nas igrejas locais e nos pequenos grupos. Afinal, quando Deus fala, Seu povo é chamado a ouvir e obedecer (Dt 5:1).

FERNANDO DIAS é pastor e editor de livros de Ellen White na Casa Publicadora Brasileira

LEIA ALGUNS TRECHOS DA OBRA

“O dom profético se manifesta nos momentos cruciais da história da salvação.”

“Não há escritora mais cristocêntrica e mais divinamente posicionada para se conectar com esta geração do que essa senhora cujos escritos são chamados de manifestação do Espírito de Profecia.”

“As perguntas que cada um de nós deve hoje responder são: Vamos ler? Vamos aceitar? E, pela graça de Deus, vamos viver os conselhos encontrados em Sua Palavra – a Santa Bíblia – e nos escritos inspirados que Ele também nos deu por meio de Sua mensageira Ellen White?”

(Resenha publicada na edição de setembro de 2017 da Revista Adventista)

VEJA TAMBÉM

Veja também

Projetos humanitários

Conheça algumas iniciativas da ADRA que têm ajudado a promover o desenvolvimento social e econômico em países africanos e asiáticos.