Ao encontro das necessidades

Livro que será distribuído pela igreja no próximo ano apresenta segredos para o bem-estar emocional
Márcio Tonetti
Michelson Borges, um dos autores do livro O Poder da Esperança, apresenta para líderes da União Noroeste Brasileira a obra que será distribuída pela igreja em 2018. Crédito: Acervo pessoal

Os transtornos psicológicos estão entre os principais vilões da atualidade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima, por exemplo, que haja mais de 100 milhões de pessoas deprimidas no planeta e que 33% da população mundial sofra de ansiedade. Considerando o impacto das doenças emocionais na sociedade, nas famílias e na saúde pública, a igreja preparou um livro sobre o tema para ser distribuído em grande escala no próximo ano.

Intitulada O Poder da Esperança, a obra escrita por Julián Melgosa, psicólogo e autor de artigos e livros na área da saúde emocional, e Michelson Borges, pastor e jornalista que atua como editor da revista Vida e Saúde, mostra como prevenir e superar a ansiedade, a depressão, o estresse, os traumas psíquicos, o sentimento de culpa e os vícios, além de revelar a importância da espiritualidade nesse processo.

Nesta entrevista concedida à Revista Adventista, Michelson Borges fala sobre os recursos didáticos que o livro oferece e sugere maneiras de a igreja ampliar o alcance do material.

Como surgiu a ideia de produzir um livro missionário voltado para o tema da saúde emocional?

Falar da importância da boa alimentação e da prática de exercício físico, por exemplo, tornou-se comum. Todo mundo fala disso! Mas o que dizer da saúde emocional? O que se pode fazer quando a dor é mais profunda e a doença não pode ser localizada? O que fazer quando o sofrimento e a angústia estão lá dentro, causando feridas invisíveis, mas sensíveis? Infelizmente, neste planeta, dificilmente poderemos encontrar alguém que não sofra as consequências de algum trauma, da depressão, do estresse, da ansiedade, dos vícios, da culpa e outros males que machucam e tiram a paz. Assim, a liderança sul-americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia, em sua campanha anual de estímulo à leitura e distribuição massiva e gratuita de livros, tomou a decisão de abordar o tema, certa de que poderá oferecer grande contribuição no sentido de oferecer às pessoas recursos para prevenir os principais problemas de saúde mental, ou saber lidar com eles.

De que maneira essa obra dialoga com os principais dilemas da sociedade atual?

Fizemos ampla pesquisa para nos certificarmos de que estaríamos “coçando onde está coçando”. Procuramos tratar de maneira simples e direta dos principais problemas de saúde emocional e apresentamos recursos provenientes da psicologia, da neurociência e mesmo da teologia, tudo com o objetivo de mostrar ao leitor que, mesmo atravessando um túnel escuro, ele pode ter certeza de que existe esperança para ele ou para alguém que ele conheça e que esteja precisando de ajuda.

Quais são as doenças emocionais prevalentes hoje e que impacto elas têm exercido sobre a sociedade, a família e a saúde em geral?

Sem dúvida nenhuma, a depressão, o estresse e a ansiedade estão no topo da lista. A depressão é o mal que predomina nas consultas psiquiátricas e de psicologia clínica. Em breve, ela poderá ocupar o segundo lugar entre as causas de doenças e de incapacidade, ficando atrás apenas dos problemas cardiovasculares. A Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que haja mais de cem milhões de pessoas deprimidas no mundo.

Que segredos para o bem-estar emocional são apresentados no livro O Poder da Esperança?

As dicas são muitas e aplicáveis para cada problema abordado. Temos certeza de que quem ler o livro e colocar em prática o que recomendamos será grandemente beneficiado e abençoado. Portanto, vou deixar que o leitor confira por si mesmo.

Alguns capítulos trazem testes para os leitores. Foram usados outros recursos com o objetivo de fazer com que o leitor se identifique com o conteúdo?

Sim, utilizei o recurso da literatura e procurei ilustrar os problemas e as soluções por meio da experiência de quatro personagens. Há uma narrativa que perpassa todos os capítulos e cujo objetivo é manter o interesse na leitura, mas não só isso. Quando vemos pessoas enfrentando os mesmos problemas que nós enfrentamos nos identificamos com elas. E, melhor, quando constatamos que elas conseguiram vencer, nosso ânimo é reavivado. Agora, qual é a história desses personagens e como elas se entrelaçam, isso só lendo para saber. Não quero dar uma de spoiler.

De que maneira a obra relaciona saúde e espiritualidade?

A vida humana é como um banco de três pernas: uma dessas pernas é a dimensão física, a outra é a mental e a terceira, espiritual. Se dermos atenção a duas dessas áreas e nos esquecermos de uma terceira, o banco não permanecerá em pé. Portanto, a maior garantia de saúde e bem-estar consiste em buscarmos a saúde integral. Um dos especialistas que tive o privilégio de entrevistar para o livro é o Dr. Harold Koenig, da Universidade Duke, nos Estados Unidos. Segundo ele, não adianta só dizer que é “espiritualizado” e não fazer nada. É preciso ser comprometido com a religião para desfrutar seus benefícios. E esses benefícios se materializam na redução do estresse psicológico que, por sua vez, diminui a inflamação e a taxa de encurtamento dos telômeros nas células. Resumindo: isso significa mais saúde e longevidade. Portanto, a boa religião é, de fato, um “santo remédio”.

Como podemos tornar a mensagem adventista mais relevante para a sociedade atual? Que aspectos podem despertar maior interesse das pessoas?

Creio que devemos evidenciar que a mensagem adventista, por ser bíblica e, obviamente, provir de Deus, consiste simplesmente em colocar a vida em conformidade com as diretrizes do Criador da vida. É Deus quem sabe como nós funcionamos adequadamente, pois foi Ele quem nos fez. O livro O Poder da Esperança tem esse viés criacionista e procura mostrar ao leitor que obedecer à vontade de Deus não constitui um fardo. Muito ao contrário, é a maneira certa e realmente saudável de viver. Mas a coisa toda não deve ser apenas teórica. Se as pessoas virem nos adventistas os resultados práticos e palpáveis do que eles pregam, certamente serão atraídas para a mensagem deles. Se perceberem que eles são mais saudáveis, tanto quanto possível neste mundo degradado, terão famílias mais felizes e harmoniosas e nunca abandonarão a esperança. Tenho certeza de que serão poderosos elementos de atração para Jesus.

Pela primeira vez, a campanha contará com uma versão do livro missionário para as crianças. Como foi preparado esse material adicional?

Como o livro contém a história de quatro pessoas, uma das quais é uma criança, ficou relativamente fácil adaptar esse conteúdo para um formato e uma linguagem infantis. Assim, foi concebida uma história em quadrinhos bem interessante e criativa. O propósito, além de fazer com que as crianças também sejam beneficiadas com a leitura, é que elas tenham prazer em se envolver com os adultos na campanha de distribuição. Assim, enquanto os pais ou responsáveis estarão distribuindo o livro, elas poderão ao mesmo tempo distribuir a revista para crianças como elas. Todo mundo espalhando esperança!

Além de distribuir o livro e a revista, quais outras ações podem ser realizadas a fim de aproveitar melhor esse material?

Isso vai depender da criatividade de cada instituição, de cada igreja e de cada pessoa. Mas ficam aqui algumas dicas:

  1. Primeiramente, deve-se organizar as igrejas para a distribuição massiva no dia do Impacto Esperança;
  2. Podem ser criados nas igrejas locais momentos com psicólogos e psiquiatras cristãos (cultos jovens especiais, cultos de domingo, etc.) em que temas do livro sejam abordados. Esses momentos podem ser organizados ao longo do ano e ser coordenados pelo departamento de Saúde com a ajuda do Ministério da Mulher, do Ministério Jovem e/ou do ancionato;
  3. Podem e devem ser organizadas Feiras de Saúde com ênfase em saúde emocional;
  4. Deve-se motivar empresários adventistas a enviar o livro para seus clientes e fornecedores, e manter um expositor na sala de recepção da empresa, para ofertar o livro.
  5. Outra ideia é procurar instituições de saúde e asilos para oferecer o livro aos clientes/pacientes.

Também será um momento oportuno para promover debates sobre o tema nas igrejas e na comunidade?

Sem dúvida! E para dar uma mãozinha nesse processo, preparei uma semana de oração com base nos dez capítulos do livro. Foram gravados vídeos dessa semana especial e produzidas apresentações em Prezi. Esse material estará disponível no site especial do livro (opoderdaesperanca.com.br). Fico imaginando que bênção seria se as igrejas, as escolas e instituições adventistas realizassem essa semana de oração algumas semanas antes do Impacto Esperança! Assim, os membros da igreja poderiam conhecer melhor os conteúdos que levarão às pessoas. A igreja seria abençoada antes de distribuir a bênção. Em relação ao site, vale lembrar que ali haverá também entrevistas gravadas com os autores, infográficos e outros materiais complementares ao livro. No fim de cada capítulo da obra há um QR Code que leva diretamente ao conteúdo no site. Como se pode ver, recursos não vão faltar. Que possamos causar um grande impacto e levar esperança a este mundo que tanto sofre!

Veja também

Projetos humanitários

Conheça algumas iniciativas da ADRA que têm ajudado a promover o desenvolvimento social e econômico em países africanos e asiáticos.