Exportação de tecnologia

Instituição sul-americana vai compartilhar produtos e soluções para o cotidiano da igreja
Evento internacional sobre liderança e tecnologia reuniu 25 gestores financeiros da igreja. Foto: Daniel Oliveira

O encontro reuniu poucas pessoas, mas o grupo era seleto. São eles que administram as finanças da Igreja Adventista nas treze grandes divisões territoriais da denominação ao redor do mundo. Cabe a esse grupo também tomar decisões estratégicas quanto ao uso da tecnologia para facilitar o cotidiano da igreja e tornar suas ações missionárias mais efetivas.

O evento sobre liderança sediado no Instituto Adventista de Tecnologia (Iatec), em Hortolândia (SP), nos dias 25 e 26 de março, serviu para, sobretudo, apresentar os produtos e soluções tecnológicas que têm sido desenvolvidas no Brasil e Bolívia. O objetivo é exportar para outras regiões do globo a tecnologia que é desenvolvida aqui para a igreja brasileira e sul-americana. Tecnologia que pode facilitar e baratear os processos da denominação nas áreas de gestão de finanças, pessoas, educação, venda de literatura e administração da secretaria da igreja.

Encontro foi oportunidade para conhecer soluções tecnológicas e estabelecer parcerias. Foto: Daniel Oliveira

“A Igreja Adventista na América do Sul está na vanguarda em algumas áreas, inclusive na tecnológica. Em nenhum lugar do mundo temos uma instituição exclusivamente dedicada ao desenvolvimento de produtos e serviços tecnológicos”, compara o pastor Juan Prestol-Puesan, diretor financeiro da sede mundial da Igreja Adventista. Foi iniciativa dele trazer os demais tesoureiros da denominação para conhecer o Iatec, com o objetivo de que novas parcerias sejam estabelecidas. Segundo Prestol, não existe desenvolvimento na área tecnológica sem trabalho colaborativo. O líder mundial destacou também que a igreja por aqui tem alimentado uma visão correta quanto ao investimento em tecnologia: os recursos não são um fim em si mesmo, mas ferramentas para a missão.

O pastor Marlon Lopes, diretor financeiro da sede sul-americana da igreja, destaca que, aproveitar o que foi produzido para a igreja num lugar em outras regiões do mundo é uma solução que economiza tempo e dinheiro. “Os processos de governança da Igreja Adventista seguem um padrão ao redor do mundo. O que muda são as questões legislativas de cada país, mas isso é possível de ser adaptado e customizado”, justifica Lopes.

“Hoje já temos o programa ACMS que atende a secretaria das igrejas em mais de 60 países, com 80 mil usuários e 8 milhões de membros cadastrados. Esse software foi desenvolvido aqui. O APS.Net, por exemplo, programa que está sendo lançado neste evento, foi encomendado pela sede mundial para auxiliar na gestão de recursos humanos”, exemplifica Eliezer Magalhães, diretor do Iatec. Magalhães acrescentou que uma das soluções que mais chamou a atenção do grupo foi um recurso de telefonia que pode gerar economia para a igreja na casa dos milhões de dólares.

Ao longo do encontro, os líderes da área financeira também assistiram palestras e conversaram a respeito de liderança, o impacto da tecnologia no comportamento humano e como tudo isso desafia a missão adventista. Mais informações sobre esse evento e a entrevista completa com o pastor Juan Prestol-Puesan você confere na edição impressa da Revista Adventista de maio.

WENDEL LIMA é editor associado da Revista Adventista

Veja também

No casamento real

Veja qual foi a participação de dois adventistas na cerimônia matrimonial do príncipe Harry e Meghan Markle.