Trabalho conjunto

Conheça duas experiências de evangelismo urbano que uniram a promoção de um estilo de vida saudável com a pregação profética
Ted Wilson
Pastor Guenji Imayhuki, missionário brasileiro, realiza batismo no centro de influência Tokai, em Kakegawa. Foto: Andrew McChesney

A tarefa parece quase impossível e, na verdade, é, se depender apenas de nós. Como levar as boas-novas sobre Cristo e Seu breve retorno aos 120 milhões de habitantes do Japão, onde cerca de 1% da população é cristã, entre os quais somente 15 mil são adventistas?

No entanto, os líderes da igreja no Japão decidiram avançar em oração e, com ousadia, planejaram realizar em maio mais de 160 séries evangelísticas em todo o país. Várias dessas séries ocorreram em Tóquio, a região metropolitana mais populosa do mundo, com 37 milhões de habitantes. As três mensagens angélicas foram proclamadas todas as noites em auditórios que variavam, em tamanho, de igrejas a pequenos grupos. Detalhe interessante: a maior parte das séries foi dirigida por oradores japoneses.

Um evento dessa natureza no país foi inédito e exigiu muito planejamento. A estratégia foi treinar primeiramente os evangelistas, realizando 29 programas-piloto. O sucesso da iniciativa mostrou que o evangelismo público ainda pode ser um método eficaz, mesmo na cultura japonesa contemporânea.

A ideia também foi atrelar as pregações ­bíblicas aos seminários sobre saúde. O problema é que nenhuma das emissoras de rádio contatadas pelos organizadores aceitou transmitir os programas produzidos pela Rádio Mundial Adventista para a campanha. No Japão, as rádios evitam vincular sua grade a qualquer ­conteúdo religioso, ainda que seja uma mera menção à igreja ou hospital de uma denominação.

Espaço em que se reúnem 60 adventistas foi reformado com dinheiro das ofertas missionárias globais de 2015. Foto: Andrew McChesney

No entanto, Deus abriu outra porta. Desde 2000, a igreja transmitia um programa modesto pela rádio Nikkei, de ondas curtas. Foi essa emissora que aceitou veicular as propagandas e os programas da campanha de saúde, criando, inclusive, gratuitamente, um site especial para o evento. Além disso, a rádio Nikkei transmitiu os programas da série por um valor bem abaixo do mercado.

Em novembro de 2017, foi realizada a primeira veiculação do programa “Saúde para Todos os Dias”. Dois meses depois, sete estações comunitárias FM também estavam transmitindo os programas em Tóquio. Desde então, o público ouvinte do site da Nikkei saltou para 30 mil pessoas. A mensagem de saúde, mais uma vez, abriu as portas para a campanha de evangelismo, derrubando preconceitos.

DO OUTRO LADO DO MUNDO

Enquanto esses eventos estavam ocorrendo no Japão, do outro lado do mundo, um grande entusiasmo tomou conta da comunidade adventista de Connecticut. A região conhecida como Nova Inglaterra, no nordeste dos Estados Unidos, é um desafio evangelístico.

No entanto, combinando paixão e planejamento, os adventistas das Associações do Sul e Norte da Nova Inglaterra se uniram para pregar a mensagem adventista. Por meio do projeto CHAT – Community Health Advocate Training (Treinamento para Defensores da Saúde da Comunidade) – os membros foram capacitados para trabalhar continuamente no que Ellen White nomeou como o método de Cristo, abordagem que contempla aproximação das pessoas, identificação e atendimento de suas necessidades.

O lançamento da iniciativa atraiu pastores e membros para a Igreja de Connecticut Valley, em South Windsor. Em seu discurso, Saud Anwar, prefeito da cidade, pediu a ajuda dos adventistas. Ele, que é médico, disse que entrou na vida política para melhorar a saúde da comunidade. Ao se dirigir ao grupo, mencionou a diferença que a igreja fez em Loma Linda, na Califórnia, onde a expectativa de vida da população foi elevada. “Aqui em South ­Windsor, estamos também trabalhando em favor do envelhecimento saudável”, disse Saud Anwar, ao enfatizar que desejava repetir na cidade os resultados de Loma Linda.

Como preparo para esse trabalho, os adventistas realizaram, em maio, um treinamento de fim de semana, denominado O Grande Conflito da Saúde. A ideia foi lembrar os voluntários da relação entre o estilo de vida adventista e a proclamação das três mensagens angélicas (Ap 14:6-12). Mais de cem membros, de 22 congregações da região, estão envolvidos nessa iniciativa de missão urbana com base no cuidado com a saúde. Os voluntários têm procurado experimentar uma metodologia de trabalho que leve em conta a orientação bíblica, os escritos de Ellen G. White e estudos sociológicos para a compreensão dessa região metropolitana. Um projeto que pode acabar servindo de referência para a igreja na América do Norte e ao redor do mundo.

FATOR DE UNIDADE

Seja no Japão ou nos Estados Unidos, um importante fator de unidade é quando membros, igrejas e sedes administrativas têm uma visão clara do seu chamado. De que possuem a tarefa especial de proclamar ao mundo as três mensagens angélicas, associando essa mensagem a um estilo de vida saudável. Jesus fez uso dessa combinação e nosso sucesso será garantido se seguirmos a mesma proposta, em submissão ao Espírito Santo.

Há sempre um lugar para quem deseja testemunhar de Cristo, independentemente de sua idade, gênero ou cultura. Nessa direção, Ellen White, mensageira do Senhor, escreveu que a pregação do evangelho não será concluída enquanto homens e mulheres comuns não se unirem aos pastores em seu trabalho. Na visão da pioneira, cabe aos líderes da denominação organizarem os membros como um grande exército e treiná-los para que trabalhem em favor de seus amigos e vizinhos. Ela advertiu que a salvação de pecadores requer esforço intenso e pessoal, e que nenhum tempo deve ser perdido com mera satisfação própria por aqueles que vivem no limiar do reino. “Quem buscará a Deus sinceramente, Dele obtendo força e graça para conduzir-se como Seu fiel obreiro no campo missionário? (Testemunhos Para a Igreja, v. 9, p. 116, 117).

TED WILSON é presidente mundial da Igreja Adventista. Você pode acompanhar o líder por meio das redes sociais: Twitter (@pastortedwilson) e Facebook (fb.com.br/pastortedwilson)

(Publicado na edição de julho de 2018 da Revista Adventista/Adventist World)

Veja também

Escola na selva

Voluntários do Unasp e de universidades americanas se unem para concluir uma escola técnica agrícola no Amazonas.