De bem com o seu bolso

Livro do diretor da TV Novo Tempo relaciona espiritualidade com a gestão das finanças pessoais
Glauber Araújo
Crédito da imagem: Divulgação / CPB

O Brasil está se recuperando da forte crise financeira dos últimos anos. Porém, as oscilações da bolsa de valores e outros indicadores econômicos e sociais mostram que o clima de incerteza ainda nos cerca. Afinal, o brasileiro tem sentido no bolso o aumento do custo de vida em relação ao preço do combustível, da alimentação e da energia elétrica, sem falar no desemprego que atinge 13 milhões de pessoas.

Em meio a tudo isso, o novo livro do pastor e contabilista Antonio Oliveira Tostes vem em boa hora. Com o mesmo título do programa que apresenta na TV Novo Tempo, a obra Saldo Extra (CPB, 2018, 224 p.) traz orientações, conselhos e advertências que ajudarão o leitor a navegar melhor nos mares da instabilidade econômica e política do país.

Ter mais dinheiro não significa necessariamente ganhar mais. Para comprar a casa dos sonhos, o carro tão almejado ou até bancar umas férias para a família, é necessário que se desenvolva responsabilidade financeira. Para tanto, é preciso levar a sério alguns hábitos que a maioria dos brasileiros ignora: criar um planejamento financeiro, fazer e seguir um orçamento, poupar, investir, fugir das dívidas, ser fiel a Deus nas finanças e aprender a dizer não ao sonho até que seja o momento certo. Qualquer pessoa que não quiser ser atropelada por uma avalanche de dívidas, realidade da maior parte das famílias brasileiras, deve considerar a aplicação desses princípios.

Para aqueles que já leram o livro anterior de Antonio Tostes, Administração Financeira da Família (CPB, 2003, 62 p.), o livro atual apresenta uma considerável evolução de conteúdo e conhecimentos. Temas como a relação entre tecnologia e finanças pessoais, o planejamento das férias, a influência do mercado financeiro no bolso do consumidor, empréstimos, seguros, a gestão dos pequenos negócios e os benefícios da autonomia financeira são acréscimos que, além da reestruturação e reconstrução dos capítulos já existentes, contribuirão para uma visão mais abrangente do assunto.

A maior contribuição da obra para o quase já saturado segmento de livros voltados à gestão das finanças pessoais é a perspectiva bíblica e cristã do autor. Enquanto muitas obras apresentam preocupação somente com a economia dos centavos para se chegar aos milhões de reais na conta, essa obra procura envolver a família e Deus nas decisões financeiras do dia a dia.

Ao contrário do que muitos afirmam, para se ter um saldo extra, é necessário não somente habilidade financeira, mas domínio próprio, compromisso da família, sabedoria e confiança em Deus. O livro certamente será uma boa opção para aqueles que estão preocupados com suas finanças e desejam conhecer melhor as decisões a tomar para alcançar a estabilidade financeira.

GLAUBER ARAÚJO é pastor, mestre em Ciências da Religião e editor de livros denominacionais na CPB

Veja também

Teste para a unidade

A igreja é uma família com espaço para diferenças de cultura e opinião, desde que não comprometam  a teologia, o estilo de vida e a missão.