Museus adventistas ao redor do mundo

Conheça alguns lugares espalhados pelos cinco continentes que preservam a história da denominação
Márcio Basso Gomes

Em 1890, Ellen White escreveu em uma de suas cartas: “A história passada da causa de Deus precisa ser trazida com frequência diante das pessoas, jovens e idosas, para que possam estar familiarizadas com ela. Quão frequentemente foram os marcos colocados pelo Senhor em Seu trato com o antigo Israel, para que não se esquecessem da história”. Em outra ocasião, a pioneira adventista acrescentou: “Nada temos que recear quanto ao futuro, a menos que esqueçamos a maneira em que o Senhor nos tem guiado, e os ensinos que nos ministrou no passado” (Testemunhos Seletos, v. 3, p. 443).

Com o propósito de preservar sua identidade e visão, a igreja ao redor do mundo tem mantido museus e outros espaços que contam a história do cristianismo e do movimento adventista. Selecionamos alguns que você poderá incluir no roteiro da sua próxima viagem ou conhecer por meio de um tour virtual.

1 – Museu de Arqueologia Bíblica (MAB)

Foto: Divulgação/Unasp

Além de ser o primeiro núcleo adventista brasileiro destinado a colecionar e expor achados arqueológicos relacionados ao mundo da Bíblia, o MAB é o maior desse segmento na América Latina. Com mais de quatro mil peças, o acervo do museu inaugurado em 14 de maio de 2000 inclui coleções de objetos de cerâmica, moedas, estatuetas, inscrições, entre outros artefatos antigos que retratam diferentes períodos da história bíblica e do período pós-apostólico, incluindo a invasão islâmica em Israel e a cristandade da Idade Média. Abrange um período de mais de 4.500 anos, do chamado Bronze III (2600 a.C) até o século 15 d.C.

Em 2004, o museu chamou a atenção da mídia internacional e foi destaque na CBN News. O MAB tem a maior coleção de moedas antigas da América Latina. São mais de mil, algumas pequenas e similares às que foram oferecidas pela viúva pobre elogiada por Jesus. Além disso, o acervo contém um tijolo da época do império babilônico que é uma importante evidência da veracidade do livro de Daniel. Encontrado no Iraque, o artefato traz a seguinte inscrição: “Eu sou Nabucodonosor, rei da Babilônia, fornecedor ou diretor dos templos de Ezida e Ezgaila, primogênito de Nabopolassar”.

Endereço: Estrada Municipal Pastor Walter Boger, km 3,5, bairro Lagoa Bonita, Engenheiro Coelho – SP, 13165-000. O museu fica no prédio do Centro de Comunicação.

Telefone: (55) 19 3858-9033.

Horário de funcionamento: segunda a quinta, das 7h30 às 18h; sextas-feiras, das 7h30 às 12h; sábados, mediante agendamento para grupo de, no mínimo, 15 pessoas.

Tour virtual: https://www.unasp.br/ec/museu-de-arqueologia/.

E-mail: mab@unasp.edu.br.

2 – Centro de Pesquisas Ellen G. White e Centro Nacional da Memória Adventista

Foto: Dayane Fagundes

No piso térreo do edifício em que fica o MAB, encontra-se também o Centro de Pesquisas Ellen G. White, que reúne mais de 55 mil páginas de escritos da pioneira, incluindo três cópias originais. Em espaço contíguo, também podem ser vistos no acervo do Centro Nacional da Memória Adventista móveis, fotos e objetos pessoais de pioneiros do adventismo no Brasil e no mundo, bem como uma Bíblia de 1788, traduzida para o alemão por Martinho Lutero.

Endereço: Estrada Municipal Pastor Walter Boger, km 3,5, bairro Lagoa Bonita, Engenheiro Coelho – SP, 13165-000. O museu fica no prédio do Centro de Comunicação.

Telefone: (55) 19 3858-9033.

Horário de funcionamento: segunda a quinta, das 7h30 às 18h; sextas, das 7h30 às 12h; sábados, mediante agendamento para grupo de, no mínimo, 15 pessoas.

Tour virtual: http://www.centrowhite.org.br/centro-white/historico-e-objetivo/.

E-mail: centrowhite@unasp.edu.br.

3 – Museu Histórico Adventista de Gaspar Alto

Foto: Márcio Tonetti

“Estou muito feliz de poder vir aqui. Essas histórias me inspiraram e são maravilhosas realmente. Quando eu voltar para a minha igreja vou contar para eles as histórias que eu vi e ouvi aqui”. As palavras são do pastor Daniel Raymond Vis, de Chicago (EUA). Ele foi um dos cerca de 1,8 mil visitantes que deixaram sua assinatura nos registros do Museu Histórico Adventista de Gaspar Alto. O museu fica ao lado do primeiro templo adventista do Brasil. No local também está o Cemitério da Esperança, onde está sepultado, dentre outros, o pastor Guilherme Belz. Ele e a esposa, Johanna, foram os primeiros guardadores do sábado adventistas no Brasil. O museu tem dezenas de artefatos, documentos e fotografias dos pioneiros, além de literaturas em alemão, cartas escritas à mão e ferramentas utilizadas na construção do primeiro templo, em 1896. Também são preservados objetos como lamparinas, utensílios usados em cerimônias de Santa Ceia e um livro de registro de membros de 1895. Aberto em 19 de maio de 1996 nos fundos da igreja de Gaspar Alto, o espaço foi reinaugurado em 6 de junho de 2009 em nova estrutura de alvenaria ao lado do pequeno templo que ainda congrega os adventistas da região.

Endereço: Rua Guilherme Belz, s/n, Gaspar Alto, Gaspar, SC, Brasil. O museu está localizado a cerca de 120 quilômetros de Florianópolis e a 20 quilômetros de Blumenau.

Horário de funcionamento: sábados, das 9h às 11h30; domingos, das 19h às 20h. Visitas em outros dias e horários, mediante agendamento através do e-mail: allan.moura@adventistas.org.br.

Telefone: (55) 47 9161-6781.

Tour virtual: https://www.facebook.com/pages/Primeira-Igreja-Adventista-Gaspar-Alto/1551428995182467.

4 – Museu da Igreja de Crespo Campo

Foto: Divulgação/Universidad Adventista del PlataA região de Crespo, na província de Entre Ríos, foi uma das portas de entrada do adventismo na Argentina. Estabelecida nessa localidade em 9 de setembro de 1894, a primeira igreja organizada oficialmente na América do Sul permanece aberta para visitação. Localizado numa área rural, o templo antigo hoje funciona como museu, cujo acervo reúne diversas fotos e objetos antigos que pertenceram aos pioneiros. O local é administrado pela Universidad Adventista del Plata, que em 2017 inaugurou no campus o Centro Histórico Adventista. A instituição oferece visitas guiadas à igreja de Crespo e a outros lugares, como o Cemitério Aldeia Jacobi, onde estão sepultados Jorge Riffel, Reinhardt Hetze e familiares deles, bem como Thomas Davis, primeiro missionário enviado pela Igreja Adventista à América do Sul. No fim do século 19, Jorge Riffel e outras três famílias russo-alemãs, que haviam aceitado a mensagem adventista nos Estados Unidos, decidiram ir para a Argentina a fim de compartilhar a fé com parentes e amigos que viviam na colônia alemã. Reinhardt Hetze, que havia tido contato com o adventismo na Europa, foi o primeiro fruto do trabalho evangelístico realizado por esses missionários de sustento próprio. Posteriormente, Jorge e Reinhardt foram chamados por Frank Westphal, primeiro pastor adventista enviado ao continente, de “apóstolos do adventismo na América do Sul”.

Endereço: Localizado na zona rural, fica a cerca de 8 km da cidade de Crespo, Entre Ríos, Argentina.

Telefone: +54 343 491-8000.

E-mail: centrohistorico@uap.edu.ar (agendamento de visitas).

5 – White Estate Visitor Center (Centro de Visitas do Patrimônio de Ellen White)

Foto: Adventist Review

O principal centro de pesquisa do patrimônio da escritora Ellen G. White fica na sede mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia. O prédio está a pouco mais de 20 quilômetros de Washington D.C., capital dos Estados Unidos. Criado a pedido da própria autora, o local reúne centenas de livros e manuscritos originais da pioneira. Além disso, o espaço é repleto de quadros que retratam a vida e a obra da escritora e de outros nomes importantes para o adventismo. Também podem ser vistos vários objetos pessoais da família White.

O local foi totalmente remodelado no primeiro semestre de 2015, ganhando um toque de modernidade. Exibições interativas incluem diversos aspectos da vida da profetisa, como sua origem humilde em Gorham, Maine, e a dificuldade de aceitação de suas revelações.

Endereço: 12501 Old Columbia Pike, Silver Spring, Maryland, 20904, Estados Unidos.

Telefone: (1) 301 680 6540.

Horário de funcionamento: segunda a quinta, das 9h às 17h, com visitas guiadas em inglês ou espanhol (porém, as visitas em grupo devem ser agendadas).

Tour virtual: http://ellenwhite.org/content/article/white-estate-visitor-center?numFound=22&collection=true&query=visitors%20center&curr=1&sqid=1657673370.

Vista Panorâmica: http://ellenwhite.org/content/news/white-estate-visitors-center-panorama.

E-mail: garciar@gc.adventist.org ou mail@whiteestate.org.

6 – Center for Adventist Research (Centro de Pesquisa Adventista)

Foto: Center for Adventist Research

Localizado no campus da Universidade Andrews, em Berrien Springs, no estado norte-americano de Michigan, o Center for Adventist Research fica a pouco mais de 100 quilômetros de Battle Creek, onde a Igreja Adventista do Sétimo Dia foi fundada em 21 de março de 1863. Ou seja, a região é rica em detalhes da história de um movimento que hoje tem mais de 20 milhões de seguidores. O propósito do museu de 93 m² é levar os visitantes a uma compreensão melhor de como Deus conduziu o movimento adventista. O Center for Adventist Research também oferece um tour pelos lugares em que viveram e trabalharam os fundadores da igreja. A experiência injeta novo ânimo na caminhada com Deus, maior apreço pela Bíblia e promove melhor compreensão das dificuldades vividas pelos pioneiros.

Endereço: 4190 Administration Drive, Berrien Springs, MI  49104, Estados Unidos.

Telefone: (1) 269 471-3209.

Horário de funcionamento: domingos, das 13h às 17h; segunda a quinta, das 9h às 19h; sextas, das 9h às 13h. Ligue e/ou escreva (em inglês) antes de ir, pois há horários especiais de funcionamento durante intervalos acadêmicos.   

Tour virtual: http://www.centerforadventistresearch.org/wherewhat/tours/.

E-mail: car@andrews.edu. 

7 – William Miller Home & Farm (Fazenda e Casa de Guilherme Miller)

Foto: Adventist Review

Sem dúvida, esse é um dos lugares históricos mais emblemáticos para o movimento adventista. Foi exatamente ali que o fazendeiro e ex-combatente Guilherme Miller começou seus estudos bíblicos aprofundados. Depois de quase deixar de crer em Deus, Miller teve certeza de que a proteção divina o livrou da morte durante a Batalha de Plattsburg, em setembro de 1814. Dois anos depois, em 1816, Miller começou a estudar detalhadamente a Bíblia, verso a verso. Ele não seguia a leitura se não entendesse completamente o significado de cada parte. Foram necessários mais dois anos para que ele chegasse ao verso que mudaria, literalmente, a história da humanidade. Esse verso está em Daniel 8:14 e diz: “Ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado”. Miller entendeu que Jesus voltaria por volta de 1843. Então, começou a pregar que os 2.300 dias proféticos de Daniel eram 2.300 anos, iniciados em 457 a.C., e que Jesus retornaria após esse tempo para purificar a Terra. Surgiu, então, o movimento adventista. Milhares aguardaram a volta de Jesus no dia 22 de outubro de 1844. Miller esperou seu Senhor em um lugar que ficou conhecido como Rocha da Ascensão.

Além de a casa de Miller, hoje reformada, estar no mesmo lugar e conter objetos pessoais, jornais da época mencionando o retorno de Jesus, bem como os diagramas proféticos elaborados por ele, a visita é uma experiência marcante. O lugar tem uma vista muito bonita, profunda, com natureza exuberante. A propriedade ainda preserva uma pequena capela, construída por Miller e frequentada por ele e seus familiares. A menos de um quilômetro dali encontra-se também o cemitério em que Miller foi sepultado. Inspirada por Deus, Ellen White, que se converteu ao movimento após escutar Miller pregar em Portland, disse que há anjos guardando a sepultura de Guilherme.

Endereço: 1614 County Route 11, Whitehall, NY 12887, Estados Unidos.

Telefone: (1) 518 282-9617.

Horário de funcionamento: no período de 1º de abril a 30 de novembro, aos domingos, terças, quartas e quintas, das 10h às 17h; aos sábados, das 14h às 17h. No período de 1º de dezembro a 31 de março, somente com agendamento prévio.

Tour virtual: http://www.adventistheritage.org/article/23/historic-sites/miller-farm.

E-mail: williammillerfarm@gmail.com.

8 – Washington NH Seventh-day Adventist Church (Igreja Adventista do Sétimo Dia de Washington)

Foto: Michael Brindley/NHPR

A primeira igreja em que os fiéis se reuniram para guardar o sábado está numa rua de terra da cidade de Washington. Não na famosa capital americana, Washington D.C., mas no sudeste do estado de New Hampshire. Embora mais velha (1776) que a irmã mais conhecida (D.C. foi fundada em 1791), a cidade do estado que faz fronteira com o Canadá tem apenas 1,1 mil habitantes.

A placa de entrada da cidade avisa que ali é o “Birthplace of the Seventh-day Adventist Church” (local de nascimento da Igreja Adventista do Sétimo Dia). Embora a denominação tenha sido fundada oficialmente em 21 de maio de 1863 em Battle Creek, já em 1844, 19 anos antes, um grupo de pessoas já guardava o sábado no local. Depois de vários anos se reunindo isoladamente, a comunidade foi organizada em 1862 como a primeira Igreja Adventista do Sétimo Dia no mundo. Tiago White, um dos fundadores da denominação, descreveu a igreja de Washington como “o lugar em que a observância do sábado foi praticada pela primeira vez entre os adventistas”.

Os cultos na Igreja Adventista de Washington se mantêm graças a voluntários que reformaram o edifício e têm organizado cultos de maio a outubro. Como a construção não tem calefação e o lugar é montanhoso e extremamente frio, o templo permanece fechado de novembro a abril, durante o outono e o inverno do hemisfério norte e parte da primavera. A igreja mantém a mesma estrutura, mobílias e artefatos interiores de quando foi fundada. Um lugar de paz.

Endereço: 153 King St, Washington, NH 03280, Estados Unidos.

Telefone: (1) 603 542 0654.

Horário de funcionamento: Mediante agendamento com Ken Brummel (em inglês).

Tour virtual: http://www.firstadventistchurch.org/.

E-mail: washingtonsda@nnec.org. 

9 – Historic Adventist Village (Vila Histórica Adventista)

Foto: Adventist Review

“A Vila Histórica Adventista é um dos mais valiosos tesouros escondidos da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Embora eu tenha visitado o lugar em várias ocasiões, sempre saio dali inspirado pela incrível providência de Deus em levantar o Movimento do Advento. As histórias do sacrifício e compromisso de nossos primeiros pioneiros adventistas elevam meu espírito e encorajam meu coração. Eles fornecem informações sobre nossa história passada, lições para nossos desafios atuais e esperança para o futuro. Se você nunca esteve na Vila Histórica Adventista, vai querer fazer uma visita o mais breve possível e, se você já esteve na Vila, há algo novo esperando por você ao visitar novamente esse local inspirador”. As palavras acima são do pastor Mark Finley, conhecido evangelista.

Na vila viveram Ellen White e seus familiares. Nesse mesmo local eles também foram sepultados. A ANN, a agência mundial de notícias da Igreja Adventista do Sétimo Dia, produziu uma reportagem especial sobre o local. Para assistir, clique aqui.

Endereço: 480 W Van Buren St, Battle Creek MI 49037, Estados Unidos.

Telefone: (1) 269-965-3000.

Horário de funcionamento: domingo a sexta, das 10h às 17h, com tours saindo às 10h, 12h30 e 14h30; sábados, das 14h às 17h. Neste dia o tour sai às 14h. A recomendação é ligar antes para agendar a visita. Durantes os meses de inverno no hemisfério norte (dezembro a março), os edifícios passam por manutenção e, a menos que o agendamento seja feito com antecedência, o tour não poderá ser realizado.

Tour virtual: http://www.adventistheritage.org/article/19/historic-sites/historic-adventist-village-site-home.

E-mail: info@adventistheritage.org.

10 – NSD Mission Museum (Museu da Missão da Divisão do Pacífico Norte-Asiático)

Foto: Márcio Basso Gomes

Trajes orientais tradicionais, moedas antigas, ferramentas, faca e foice usadas para abrir caminho nas florestas, arco e flecha de nativos da Indonésia. Esses são apenas alguns dos objetos que podem ser encontrados no Museu da Missão, que fica nas instalações da Divisão do Pacífico Norte-Asiático. No espaço de 200 m² também estão expostas outras relíquias, como fotos e objetos de valor de cada país do território, que ajudam a contar a história da chegada do adventismo à região. Outros itens interessantes são um baú usado pelo missionário chinês Lee e o primeiro sofá da Coreia, feito de carvalho e usado na Casa Publicadora Coreana por um longo tempo. O museu foi criado para comemorar o centenário da igreja na região. Hoje, a Divisão do Pacífico Norte-Asiático é a maior região administrativa adventista em número de habitantes. O território concentra cerca de 1,6 bilhão de pessoas que vivem na China, Mongólia, Coreia do Norte, Coreia do Sul e Japão.

Endereço: Sam Hee Plaza, 5th Floor, 121, Gangseong-ro, Ilsanseo-gu, Goyang-si, Gyeonggi-do, 10386, República da Coreia.

Telefone: (82) 31-910-1500.

Tour virtual: http://www.nsdadventist.org/headquarter/headquarter_2.html. 

11 – Sydney Adventist Hospital Museum (Museu do Hospital Adventista de Sydney)

Foto: Sydney Adventist Hospital Museum

O Museu do Hospital Adventista de Sydney está situado no edifício mais antigo da instituição de saúde, construído em 1915 como maternidade. O acervo inclui cerca de seis mil fotos, instrumentos cirúrgicos, equipamentos médicos e dois manequins vestidos com antigos uniformes de enfermeiros. Há também relógios, ferramentas de carpintaria, certificados de enfermagem e arquivos de todos os departamentos do hospital, inclusive da Escola de Enfermagem. Do lado de fora do museu está a Fonte Memorial dos Enfermeiros. Fundado em 1º de janeiro de 1903, em Wahroonga (Austrália), com capacidade para 70 leitos, o Hospital Adventista de Sydney foi projetado por Merritt Kellogg, meio-irmão mais velho do famoso médico americano John Harvey Kellogg, e era conhecido como uma casa de saúde (“home of health”), lugar em que as pessoas aprendiam a sentir-se bem. Nascido como Sydney Sanitarium, até hoje é lembrado como “San”.

Endereço: 185 Fox Valley Road, Wahroonga NSW 2076, Austrália.

Telefone: (61) 02 9487 9639.

Horário de funcionamento: não há horários regulares de visitação. Elas são feitas por meio de agendamento por telefone com Michael Rigby, curador do acervo.

Tour virtual: http://www.sah.org.au/sah-museum.

12 – African Adventist Heritage Museum (Museu da Herança Adventista Africana)

Imagem: Divulgação

Inaugurado em 17 de julho de 2017, o Museu da Herança Adventista Africana fica na Universidade Adventista da África, no Quênia. O museu documenta os diferentes aspectos da história africana e adventista no continente, com o propósito de educar, inspirar e motivar. O museu apresenta e destaca com riqueza de detalhes a história da denominação, bem como a história do continente, fatos e aspectos culturais africanos, a exemplo das tradições maasai (grupo étnico que habita o sul do Quênia e o norte da Tanzânia), a disseminação do evangelho na África e muito mais.

Endereço: Private Bag Mbagathi, 00503 Nairóbi, Quênia.

Telefone: (254) 733-333-451/452.

Horário de funcionamento: terças, das 10h às 13h; quintas, das 14h às 17h.

Tour virtual: https://www.aua.ac.ke/index.php/about-aua/african-adventist-heritage-museum.html.

13 – South Sea Islands Museum (Museu das Ilhas do Mar do Sul)

Foto: Museums Galleries of NSW

O Museu das Ilhas do Mar do Sul contém uma coleção exclusiva de presentes recebidos por missionários adventistas enquanto trabalhavam na Oceania. O acervo conta com uma canoa de 16 metros que transportava um duque inglês, ferramentas de guerra e festas, e traduções da Bíblia em dialetos nativos. De acordo com o site do museu, o espaço foi classificado como a melhor coleção de artefatos oceânicos da Austrália. O local é um memorial vivo da influência do cristianismo em aldeias que antes eram hostis ao evangelho.

Endereço: 27 Avondale Road, Cooranbong, NSW, Austrália.

Telefone: (61) 2 4980 2265.

Horário de funcionamento: domingos, quartas e sábados, das 14h às 16h.

Tour virtual: http://www.ssimuseum.adventistconnect.org/.

Contato: https://heritage.adventistconnect.org/forms/1079/form_submissions/new.

14 – Historical Records of French Adventism (Registros Históricos do Adventismo Francês)

Foto: Faculdade Adventista de Teologia, Campus Adventiste du Salève

Os registros históricos do adventismo na França – para ser mais específico, em países e estados europeus que falam francês – estão em um centro de pesquisa e documentação de uma instituição de ensino da denominação. O local agrupa registros históricos da França, Bélgica, Luxemburgo e da região suíça de fala francesa. O centro fica na biblioteca Alfred Vaucher, na Faculdade Adventista de Teologia, Campus Adventiste du Salève, localizada na cidade francesa de Collonges-Sous-Salève, que faz fronteira com Genebra (Suíça). No local, podem ser encontrados documentos, livros, revistas, panfletos, fotos e objetos relacionados à história adventista. Embora os arquivos venham de fontes oficiais adventistas, boa parte deles advém de doadores particulares.

Endereço: 33, Chemin Du Pérouzet 74160 – Collonges-Sous-Salève, França.

Telefone: (33) 04 50 87 68 00

Horário de funcionamento: domingos, das 9h30 às 12h30; segunda à quinta, das 8h às 12h45 e das 14h às 22h; sextas, das 8h às 12h45.

Tour virtual: http://www.campusadventiste.edu/en/study/adventist-records-archives-46.html.

E-mail: contact@campusadventiste.edu.

15 – Primeira Igreja Adventista da Europa

Localizada na cidade de Tremelan (Suíça), a igreja foi inaugurada no Natal de 1886. A cerimônia teve como oradora a cofundadora da denominação, Ellen G. White, que pregou sobre 1 Reis 8:54-61. Em 2014, a capela passou a pertencer à organização adventista. Embora o edifício tenha sido usado por mais de oito décadas pela denominação, ele não havia sido comprado pela igreja, e foi trocado por um lugar mais amplo em 17 de agosto de 1968. Hoje, esse patrimônio histórico é administrado pela Divisão Intereuropeia, sede da igreja para essa região do continente e está passando por reformas para se transformar em museu e local turístico (conheça mais sobre a igreja neste vídeo). Por isso, o agendamento de visitas deve ser feito através do escritório administrativo da denominação.

Endereço: Grand-Rue 171, 2720 Tramelan, Suíça.

Telefone: (41) 31 359 15 15.

Tour virtual: http://firstsdachurcheurope.blogspot.com/.

E-mail: info@eud.adventist.org.

MÁRCIO BASSO GOMES é jornalista e atua como editor dos boletins da agência mundial de notícias da Igreja Adventista (Com colaboração de Márcio Tonetti)

LEIA TAMBÉM

Turismo religioso

Veja também

Menos é mais

Apesar da pressão da sociedade consumista atual, o que possuímos não deve nos possuir nem nos definir.