Hospital para refugiados

Projeto coordenado pela ADRA Uganda e o Adventist Help necessita de voluntários da área da saúde
Estrutura que vem sendo montada em acampamento de refugiados oferecerá cuidados médicos e odontológicos a milhares de pessoas. Foto: Adventist Help

Os conflitos armados e a escassez de alimentos têm levado milhares de pessoas a deixarem a República Democrática do Congo (África). Na luta pela sobrevivência, muitas delas buscam refúgio em Uganda. Desde junho, o país vizinho recebeu 7,5 mil refugiados congoleses. O fluxo migratório para a região levou a ADRA e o ministério de apoio Adventist Help a projetarem um local para atendimento médico no campo de refugiados Kyaka 2, localizado na região oeste de Uganda.

Parte da estrutura começará a funcionar em setembro. A expectativa é que a igreja possa atender as cerca de 100 mil pessoas que vivem no assentamento. Para tanto, há necessidade de médicos, enfermeiros, dentistas, entre outros profissionais de saúde, que estejam dispostos a dedicar pelo menos três semanas como voluntários no projeto. Um dos requisitos é falar inglês fluentemente. Interessados devem enviar o currículo para o seguinte endereço: volunteers@adventisthelp.org. [Carolyn Azo, com informações da Adventist Help]

Veja também

Onda de desemprego

Saiba o que fazer se você estiver entre os 12 milhões de brasileiros que perderam o trabalho.