Mundo em Revista

Os fatos que repercutiram na imprensa adventista ao longo da semana               

Márcio Tonetti e Wendel Lima

Milagres na pandemia. Esse é o título da série de vídeos publicados semanalmente na página do Hospital Adventista de Manaus (HAM) no Facebook e divulgados pelo programa Revista Novo Tempo. Já no terceiro episódio, a produção feita pela unidade de saúde tem mostrado histórias de pacientes que se recuperaram da Covid-19. Segundo reportagem divulgada pela assessoria de imprensa do hospital, no dia 11 de junho, até essa data mais de 450 infectados pelo novo coronavírus que foram tratados no HAM já haviam recebido alta médica, graças à integração entre fé e ciência, conforme foi destacado na matéria.

Já nos Estados Unidos, o Adventist Health Lodi Memorial, na Califórnia, registrou o aumento do número de casos entre seus funcionários. Segundo informou a instituição, pelo menos 30 testaram positivo para a Covid-19. Trabalhando com uma equipe reduzida, a instituição foi forçada a priorizar o atendimento às vítimas do coronavírus e manter apenas o serviço de emergência, passando a encaminhar pacientes com outras enfermidades para o Hospital Dameron, outra unidade da Adventist Health localizada em Stockton (saiba mais aqui).

E para evitar novas contaminações pelo coronavírus, desde maio, a rede hospitalar adventista nos Estados Unidos tem eliminado o preenchimento de fichas e a espera na recepção nos seus 700 pontos de atendimento. Um sistema on-line de check-in foi implementado, por meio do qual com cinco dias de antecedência os pacientes preenchem o formulário da consulta e são avisados com o envio de um link para confirmação da presença, com uma hora de antecedência. Tudo isso é feito para que ele chegue ao consultório e seja atendido imediatamente. Além disso, na porta da unidade de saúde, o paciente tem sua temperatura verificada e recebe uma máscara facial.

25 ANOS DE SERVIÇO

Durante um quarto de século de  atuação nas ilhas Fiji, a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) estima ter atendido cerca de 100 mil famílias. Com uma equipe de 40 pessoas, a agência humanitária da igreja tem prestado atendimento emergencial em casos de desastres naturais, como o que foi provocado recentemente pela passagem do ciclone tropical Harold, mas também tem trabalhado em projetos de desenvolvimento humano e de combate à insegurança alimentar.

Por meio de uma parceria com a União Europeia, a ADRA implementou programas que já ajudaram mais de 10 mil pequenos agricultores dessa região do sul do Pacífico (leia mais aqui). Também nessa região do mundo, da Austrália especificamente, vem a história de dois jovens que decidiram transformar um típico desafio lançado em mídias sociais numa maneira de levantar fundos para a ADRA e para uma entidade que ajuda pacientes com câncer. Os amigos Tom Do e Youssef Saleh, estudantes em Melbourne, andaram 25 quilômetros durante 25 dias, totalizando 625 percorridos. Eles mobilizaram amigos e familiares para que apoiassem a causa e doassem para a agência humanitária adventista.

DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS

Quem também está fazendo a diferença na vida de muitas pessoas é a ONG Meals on Wheals (Refeições Sobre Rodas). O ministério de apoio que combate a fome há 55 anos intensificou seu programa de distribuição de comida durante a pandemia do novo coronavírus. Por dia, cerca de 180 mil pessoas têm sido alimentadas em várias províncias e cidades da África do Sul (veja mais no boletim na ANN).

No Equador, onde o índice de pobreza já vinha crescendo nos últimos anos, segundo dados do Instituto Nacional de Estadística y Censos, e deve aumentar ainda mais com a crise sanitária, voluntários da igreja e servidores da sede administrativa da denominação para a região norte do país beneficiaram cerca de 680 famílias de 35 cidades com cestas básicas entregues nos dias 15 e 16 de junho (leia mais aqui).

Ações desse tipo também continuam mobilizando os adventistas no Brasil. No Rio de Janeiro, o projeto CASA Esperança, que antes da pandemia servia almoço gratuito aos sábados, agora tem atendido diariamente. Desde março, a iniciativa, que existe há seis anos e é liderada por um adventista, já serviu mais de 20 mil refeições a pessoas em situação de rua. E no dia 18 de junho, uma parceria ajudou a ampliar esse atendimento. Na ocasião, a ONG Médicos Sem Fronteiras colocou à disposição do projeto uma unidade móvel e profissionais de saúde para prestar atendimento a essa população (saiba mais aqui).

Em parceria com o Sesi, Unasp distribui cobertores na região de Hortolândia (SP). Foto: divulgação Unasp

Outra parceria é a que foi realizada no interior de São Paulo. Depois de uma ação conjunta com o Sesi, que resultou na distribuição de mais de 15 mil marmitas em Engenheiro Coelho, o Unasp e o Serviço Social da Indústria entregaram 370 cobertores na região do campus Hortolândia em 19 de junho, um dia antes do início do inverno.

Nos Estados Unidos, quem está somando esforços para atender pessoas mais vulneráveis é a ADRA e o departamento de ação solidária da igreja na América do Norte (o Adventist Community Services). Por meio dessa parceria, cerca de 200 bancos de alimentos mantidos pela igreja receberão subsídios para ampliar as doações durante os próximos três meses, num país que  já registra quase 40 milhões de desempregados.

Agência humanitária e departamento de ação solidária da igreja na América do Norte se unem para financiar ministérios de apoio durante a pandemia. Foto: Victor Rayno

O financiamento de projetos na área de segurança alimentar faz parte de um pacote mais amplo de 2,4 milhões de dólares, valor que será destinado também para a aquisição de equipamentos de proteção individual e suprimentos médicos que serão entregues para unidades de saúde em dez estados norte-americanos.

Voltando ao Brasil, em Vitória, no Espírito Santo, a igreja central da cidade arrecadou 300 cestas básicas em maio. Além disso, famílias carentes da capital capixaba estão recebendo máscaras e exemplares do livro missionário A Maior Esperança.

MUDANÇA DE DATA

Falando na distribuição do livro missionário, a sede sul-americana estabeleceu uma nova data para o projeto Impacto Esperança deste ano: 31 de outubro. A campanha já havia sido transferida de 25 de maio para 25 de julho, mas a liderança da igreja no subcontinente achou prudente adiar a saída às ruas por causa da curva ainda ascendente da pandemia no país. A ideia é que, no dia seguinte ao da distribuição de literatura, os adventistas realizem projetos de saúde nas suas comunidades (saiba mais aqui).

VOLTA ÀS AULAS

Já em relação ao calendário escolar, o Ministério da Educação publicou uma portaria no dia 16 de junho permitindo que as instituições de ensino superior possam oferecer aulas na modalidade a distância até o fim do ano, caso a curva da pandemia continue crescendo no segundo semestre. Porém, em um comunicado oficial divulgado no dia 17, a direção do Unasp informou que está se preparando para um possível retorno às aulas presenciais em agosto.

“Estamos desejosos e preparados para retornar às aulas presenciais em agosto, se autorizado, dentro dos mais estritos cuidados com saúde e segurança de nossos alunos e servidores. Ao mesmo tempo, observando as orientações governamentais, enquanto não houver a possibilidade da volta presencial, estamos aptos a entregar o conteúdo necessário na modalidade e plataforma que a situação permitir, assim como estamos atentos às condições acadêmicas e sociais de nossos alunos, familiares e servidores”, a instituição disse em nota.

No contexto norte-americano, a Southern Adventist University também está prevendo a possibilidade de retorno de estudantes e funcionários ao campus para o “trimestre de outono”, que tradicionalmente começa entre o fim de agosto e início de setembro.

Com previsão de retorno às aulas no segundo semestre, universidade adventista norte-americana instalou em todos os prédios do campus um sistema de ventilação que também é usado em hospitais. Foto: Southern Adventist University

Contudo, para garantir um ambiente mais seguro, a instituição adventista localizada em Collegedale, no Tennessee, vem adotando algumas medidas de precaução. Uma delas é a instalação de um sistema de ventilação que reduz significativamente os patógenos presentes no ar, além de economizar energia.

A tecnologia –também usada em hospitais, na Universidade Harvard e até na Casa Branca – é conhecida como ionização bipolar. O sistema, que começou a ser instalado no campus em 2016, agora foi expandido para todas as dependências da instituição. De acordo com a Southern Adventist University, um estudo recente de um laboratório independente relatou que esse sistema pode neutralizar o novo coronavírus com uma eficácia de 99,4% em 30 minutos (leia mais aqui).

Colégio da Espanha desenvolve projeto com o objetivo de chegar aos lares adventistas de todo o país. Foto: reprodução Informativo Adventista / Iglesia Adventista del Séptimo Día en España

Na Espanha, por sua vez, no resumo das atividades de junho da igreja no país, foi informado que em julho, nas férias de verão na Europa, será testado um sistema on-line de reforço escolar. A ideia é oferecer aulas de matemática, espanhol, inglês e esportes para filhos de famílias adventistas que não podem frequentar um colégio da igreja. Esse projeto-piloto de assistência educativa será transmitido a partir da escola de Zaragoza, uma das quatro grandes cidades espanholas que têm um colégio adventista.

AUXÍLIO FINANCEIRO

Depois de realizar um estudo detalhado de suas finanças, em 23 de junho, a sede administrativa da igreja para a América do Norte votou um pacote emergencial de 10 milhões de dólares, visando auxiliar escritórios regionais, instituições e ministérios da denominação nesse território.

Segundo anunciou a Divisão Norte-Americana, os repasses devem ser feitos por etapas. Num primeiro momento, a organização deve destinar 5 milhões de dólares para suas dez Uniões. Para a segunda rodada, prevista para o fim do ano, serão reservados 3 milhões, mas o repasse a esses escritórios vai ser condicional, isso é, dependerá do nível de recuperação da economia e da retomada das atividades da igreja em cada região. O mesmo critério será aplicado em relação ao auxílio de 2 milhões de dólares previsto para universidades, editoras e ministérios de apoio.

“Estamos satisfeitos por poder oferecer esses fundos a lugares da igreja que mais estão sofrendo. Somos uma família e, quando alguém se machuca, isso afeta a todos”, disse Randy Robinson, tesoureiro da Divisão.

PORTAL DE PODCASTS

Em comemoração ao aniversário de 3 anos do Feliz7Play, portal de vídeos da igreja, em julho será lançado um novo serviço: o portal de podcasts adventistas 7cast.com. A proposta da plataforma é ser um agregador de conteúdos em áudio.

A iniciativa da igreja vem num momento de crescimento do mercado de podcasts no Brasil. Apesar do formato dessa mídia em áudio não ser novo, nos últimos dois anos, segundo o jornal especializado Meio & Mensagem, uma conjunção de fatores fez com que eclodisse o consumo desse tipo de conteúdo.

Entre os fatores para essa guinada, estão o maior investimento das plataformas de streaming de áudio, a entrada de grandes emissoras de TV e jornais nesse segmento e o maior acesso da população brasileira a essa tecnologia. O crescimento se evidencia nos números das plataformas. Por exemplo, a audiência do Spotify no Brasil tem aumentado 21% a cada mês desde janeiro de 2018 e, o Deezer, registrou um crescimento de 177% de outubro de 2018 até outubro de 2019. Segundo os especialistas, a tendência desse mercado é de segmentação e profissionalização.

E já estão abertas as inscrições para o Congresso Nacional de Comunicação, que será realizado on-line nos dias 24 a 27 de agosto. Diversos palestrantes adventistas irão discutir tendências e novidades da comunicação corporativa. Para se inscrever gratuitamente, acesse: www.conc.com.br.

HOMENAGEM NOS OUTDOORS

Igreja de Itajaí, no litoral de Santa Catarina, presta homenagem a profissionais da saúde por meio de outdoors. Foto: reprodução do Portal Adventista

Nesta semana, a Igreja Central de Itajaí (SC) lançou uma campanha de apoio e incentivo ao trabalho que vem sendo feito pelos profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia. Quem passar pelo município do litoral catarinense vai se deparar com outdoors que comunicam esperança: “Nossa gratidão aos heróis da saúde. Vocês não estão sozinhos. #EleEstáComVocês”. A campanha também está sendo divulgada na internet por meio de imagens e vídeos.

MÁRCIO TONETTI e WENDEL LIMA são editores associados da Revista Adventista (Com reportagem de Ashley Stanton, Ayanne Karoline, Daniel Gonçalves, Dhiego Arlinsonn, Esther Azo, Fabiana Lopes, Felipe Lemos, Kimberly Maran, Liane Prestes, Márcio Basso Gomes, Shounny Cruz, Tracey Bridcutt e Vanessa Castro)

Veja também

O adventismo e o racismo

O que a igreja pensa sobre a segregação e como ela reagiu à morte de mais uma vítima da intolerância racial.