O melhor exercício

2 minutos de leitura

Será que a atividade física ideal pode ser praticada somente nas academias?

Peter Landless e Zeno L. Charles-Marcel
Foto: Adobe Stock

Um leitor escreveu: “Tenho 24 anos de idade e estou muito desanimado com tudo que aconteceu em 2020, com a pandemia e suas consequências. A saúde física e mental de minha família se deteriorou. Ganhamos peso devido à ausência de exercícios regulares, porque as academias foram fechadas. Agora, os desafios financeiros são tantos que não podemos pagar as mensalidades da academia. Eu me preocupo com meus pais que têm histórico familiar de câncer e doenças cardíacas. Que atividade física vocês recomendam?”

Em março de 2020, foi declarada a pandemia e conhecemos tudo o que se seguiu – doença, morte, bloqueios, colapso econômico, perda de empregos e fechamento de escolas. Durante esse período, testemunhamos um aumento no consumo de álcool, fumo e outras drogas, bem como o agravamento da violência doméstica, pornografia e outros vícios. Além das mortes causadas pelo SARS-CoV-2 ­(Covid-19), as mortes evitáveis aumentaram significativamente porque muitos pacientes com doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais e doenças infecciosas estavam muito assustados para procurar ajuda nos hospitais.

Apesar dos problemas dos últimos meses, temos boas notícias. Recomendamos a caminhada, que não envolve mensalidades de academia. Uma pesquisa em andamento está produzindo provas robustas de que muitos fatores da saúde são melhorados quando caminhamos entre 8 e 10 mil passos por dia. Há uma clara e importante diminuição da mortalidade por câncer e doenças cardíacas, curiosamente as duas doenças que o leitor menciona.

Os benefícios aumentam quando atingimos de 10 a 12 mil passos por dia, mas a melhora já é acentuada quando ultrapassamos 8 mil passos diários. Esta forma de exercício parece funcionar para todos os grupos sociais e melhora muitos problemas de saúde, incluindo a prevenção e o controle do diabetes tipo 2, mantendo a perda de peso e retardando/prevenindo o ­início da demência.

Ao iniciarmos o novo ano, tome a decisão de caminhar diariamente para o bem da sua saúde e leve seus familiares com você

Há muitos anos, nosso querido Pai celestial transmitiu uma mensagem de saúde cheia de bondade, sem complicações, por meio dos escritos de Ellen White. Ela escreveu: “Em todos os casos possíveis, a caminhada é o melhor remédio para os enfermos, pois nesse exercício todos os órgãos do corpo são postos em uso. […] Não há exercício que possa substituir a caminhada. Por meio dela a circulação do sangue é grandemente aumentada” (Conselhos Sobre Saúde, p. 200). A ciência continua a confirmar esse bom conselho.

Ao iniciarmos o novo ano, desconhecendo o que teremos pela frente, recomendamos que você tome a decisão de caminhar diariamente para o bem da sua saúde e leve seus familiares com você. Todos desfrutarão de melhor saúde. Caminhar juntos motiva cumprir melhor essa responsabilidade, com menos desculpas para faltar ao exercício. Também pode ser muito mais divertido, e um pouco de competição saudável pode promover nossos melhores esforços. Aproveite para ficar ao ar livre sempre que possível, mas onde quer que você se exercite (em um shopping, subindo e descendo escadas, ou em uma esteira) ­lembre-se de que você nunca está sozinho. Deus prometeu jamais nos deixar.

PETER LANDLESS é cardiologista e diretor do Ministério da Saúde da sede mundial da Igreja Adventista em Silver Spring (EUA); ZENO L. CHARLES-MARCEL é clínico-geral e diretor associado desse ministério

(Artigo publicado na edição de janeiro de 2021 da Revista Adventista / Adventist World)

Última atualização em 13 de janeiro de 2021 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Recuperação da aprendizagem

Professor compartilha anseios experimentados durante a quarentena e desafios das escolas no retorno às aulas presenciais.