Atenção

A Reforma e a ciência

1 minuto de leitura
Tema é discutido em simpósio universitário realizado no Instituto Adventista Paranaense

A contribuição da Reforma Protestante para o atual paradigma científico foi o tema do 6º Simpósio Universitário realizado no Instituto Adventista Paranaense (IAP) nos dias 6 e 7 de outubroTeólogos e educadores foram convidados para explicar como as ideias defendidas por reformadores do século 16 trouxeram reflexos em várias áreas. O método de interpretação da Bíblia redescoberto pelos protestantes, por exemplo, foi um dos fatores que impulsionaram o estudo científico. Assim como os teólogos, os cientistas migraram do estudo alegórico ou simbólico da natureza para uma análise concreta e literal do mundo, lançando as bases da ciência empírica – tema que também foi explorado no artigo intitulado “A Dívida da Ciência com a Religião”, publicado na edição de agosto da Revista Adventista. Relembrando os 500 anos da reforma religiosa que mudou o Ocidente, os convidados também falaram sobre como a Bíblia pode dialogar com a ciência na atualidade. [Equipe RA, da Redação / Com informações de Carolina Perez]

Última atualização em 19 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Nem só de pão

Os benefícios do jejum, que vão além dos aspectos espirituais e físicos, precisam ser redescobertos e reivindicados pelos cristãos.