Apoio aos gaúchos

1 minuto de leitura
ADRA Brasil desloca unidade móvel para atender moradores de São Francisco de Paula, município atingido por vendaval
Agência humanitária deslocou unidade móvel usada na resposta à emergências. Foto: ADRA Brasil

A casa da aposentada Ladi Ferreira da Silva foi uma das 500 residências destruídas pelo vendaval que atingiu o município de São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha, no último domingo (10). O temporal deixou mais de 1,6 mil desabrigados, 70 feridos e provocou uma morte.

A prefeitura decretou estado de emergência e a Defesa Civil do Rio Grande do Sul acionou a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA Brasil). A agência humanitária deslocou até São Francisco de Paula a unidade móvel usada em casos de emergência e está atendendo os moradores com alimentação, lavagem e secagem de roupas e apoio psicológico.

VEJA IMAGENS DOS ESTRAGOS PROVOCADOS PELO TEMPORAL E DO ATENDIMENTO PRESTADO PELA ADRA BRASIL

De acordo com Paulo de Tarso, diretor do escritório da ADRA Brasil no território gaúcho, a expectativa é atender 800 famílias nesta semana. “Porém, a ADRA Brasil vai ficar na cidade o tempo que for necessário”, ele assegura.

“É muito bom poder contar com a comida que vem sendo distribuída e saber que a ADRA continuará nos auxiliando nos próximos dias”, afirma dona Ladi.

A agência humanitária adventista também está organizando uma campanha a fim de levantar recursos para ajudar o município que, segundo estimam as autoridades locais, deve  levar pelo menos seis meses para ser reconstruído. Veja abaixo como colaborar. [Com informações de Eduardo Teixeira e fotos da ADRA Brasil]

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Emenda constitucional

Igreja permitirá que delegados participem remotamente de assembleias mundiais em contextos de exceção como o que o mundo está vivendo na pandemia.