Crescimento expressivo

1 minuto de leitura
O que levou uma comunidade adventista da Austrália a se destacar globalmente em uma pesquisa recente
Membros da igreja em Newcastle, Nova Gales do Sul, durante uma cerimônia batismal. Foto: Adventist Record

Uma pesquisa realizada pelo ministério Natural Church Development revela que entre 2013 e 2018 a Igreja Adventista do Sétimo Dia na região norte de Nova Gales do Sul, na Austrália, teve o maior crescimento coletivo mundial. No período, a comunidade, que hoje tem 12 mil adventistas, cresceu sete pontos (passando de 46 para 53) e obteve o melhor desempenho na avaliação feita pela organização não-denominacional.

O levantamento levou em conta oito critérios: liderança capacitadora, ministérios orientados pelos dons, espiritualidade contagiante, estruturas funcionais, cultos inspiradores, pequenos grupos, evangelização orientada pelas necessidades e relacionamentos marcados pelo amor fraternal.

O boletim internacional da igreja nesta semana também traz informações sobre uma corrida mundial que levanta fundos para financiar pesquisas destinadas a encontrar a cura para lesões na medula espinhal. Outro destaque é a parceria da ADRA com a ONU e o governo de Uganda para ajudar meninas que ter dificuldade de ir à escola por falta de um produto essencial de higiene. [Márcio Basso Gomes, da equipe ANN]

ASSISTA

https://youtu.be/H4qNRAbL01k

Última atualização em 27 de agosto de 2019 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Das enchentes na Europa às crises políticas na América Central

A resposta da igreja às inundações na Europa, aos protestos em Cuba e à crise política no Haiti.