Hospital para refugiados

1 minuto de leitura
Projeto coordenado pela ADRA Uganda e o Adventist Help necessita de voluntários da área da saúde
Estrutura que vem sendo montada em acampamento de refugiados oferecerá cuidados médicos e odontológicos a milhares de pessoas. Foto: Adventist Help

Os conflitos armados e a escassez de alimentos têm levado milhares de pessoas a deixarem a República Democrática do Congo (África). Na luta pela sobrevivência, muitas delas buscam refúgio em Uganda. Desde junho, o país vizinho recebeu 7,5 mil refugiados congoleses. O fluxo migratório para a região levou a ADRA e o ministério de apoio Adventist Help a projetarem um local para atendimento médico no campo de refugiados Kyaka 2, localizado na região oeste de Uganda.

Parte da estrutura começará a funcionar em setembro. A expectativa é que a igreja possa atender as cerca de 100 mil pessoas que vivem no assentamento. Para tanto, há necessidade de médicos, enfermeiros, dentistas, entre outros profissionais de saúde, que estejam dispostos a dedicar pelo menos três semanas como voluntários no projeto. Um dos requisitos é falar inglês fluentemente. Interessados devem enviar o currículo para o seguinte endereço: volunteers@adventisthelp.org. [Carolyn Azo, com informações da Adventist Help]

Última atualização em 2 de setembro de 2019 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Perfil pastoral

Pesquisa mostra quem são os pastores que lideram as congregações adventistas na América do Sul.