Leitura selecionada

3 minutos de leitura

Saiba quais são os livros escolhidos para o próximo ano

André Vasconcelos, Fernando Dias, Glauber Araújo e Sueli Oliveira

Imagem: Divulgação / CPB


Em 2022, os membros dos Clubes de Aventureiros vão poder pegar carona com o casal Paulo e Valéria Sitta numa aventura missionária para a Índia no livro Meu Mundo de Ponta-Cabeça (CPB, 2021, 112 p.). O casal relata como foi a experiência de deixar a vida agitada e planejada de uma cidade grande para fazer algo diferente e absolutamente desafiador. A obra apresenta várias histórias reais, a maioria delas bem curiosas e divertidas, que mostram como somos abençoados em nossas particularidades, cada qual com seus costumes e culturas, cada um com seu jeito especial de ser. Por meio dessa leitura, as crianças aprenderão acerca de respeito, solidariedade, amor ao próximo e a Deus.

Por sua vez, os integrantes dos Clubes de Desbravadores que ­procuram respostas sobre o conflito cósmico entre o bem e o mal, entre Cristo e Satanás, poderão se interessar pela história em quadrinhos Problemas no Planeta Azul (CPB, 2021, 48 p.). Com texto de Richard T. Edson e ilustrações de Thiago Lobo, essa HQ conta como foi transformada a vida de Derek Bowe, um adolescente que morava nas Ilhas Bermudas, depois que ele sofreu um acidente, no qual perdeu uma perna e a possibilidade de jogar basquete. Ferido e frustrado, o garoto participou de uma reunião de avivamento religioso, em que o pregador falou de Jesus e da história da igreja cristã, desde seu início até o futuro revelado pelas profecias bíblicas. Ao ter contato com essa narrativa, Bowe descobriu respostas para as perguntas sobre sua origem e destino.

Enquanto isso, os jovens vão se inspirar no exemplo heróico de Johan Hendrik Weidner, cuja vida é narrada por Herbert Ford na biografia Um Justo Entre as Nações (CPB, 2021, 296 p.). Aliás, essa obra já foi resenhada na edição de julho da Revista Adventista. Condecorado em 1978 pelo Estado de Israel, entre 1940 e 1944 ­Weidner ajudou a resgatar cerca de 800 judeus e 100 pilotos aliados, por meio de uma rede de fuga clandestina, a Dutch-Paris, que levava refugiados desde a Holanda até a Suíça ou a Espanha, atravessando a Bélgica e a França.

Por fim, os universitários vão constatar que a cosmovisão criacionista não tem como base escriturística apenas o relato da criação em Gênesis, mas uma variada gama de textos bíblicos, mostrando que esse tema perpassa a Bíblia toda, especialmente o Antigo Testamento. No livro Ele Falou e Tudo se Fez (CPB, 2020, 272 p.), obra organizada pelo teólogo alemão Gerald Klingbeil, capítulos inteiros são dedicados à identificação desse assunto no Pentateuco, nos livros poéticos e nos proféticos. Pela forma com que se expressaram, podemos ver que os antigos profetas de Israel se opunham abertamente aos ensinamentos pagãos sobre a imortalidade da alma, os poderes mágicos latentes na natureza e a habilidade humana de superar a si mesmo e o domínio dos deuses. Portanto, essa leitura pode ajudar os estudantes de hoje a olhar para a realidade com as mesmas lentes dos autores bíblicos.

DISCURSO INAUGURAL

O sermão mais famoso pregado por Jesus foi comentado por Ellen White no clássico O Maior Discurso de Cristo (CPB, 2021, 17a edição, 104 p.). Agora disponível numa versão com linguagem atualizada e novo projeto gráfico e encadernação, essa obra deve ajudar as famílias adventistas, em 2022, a entender a profundidade da espiritualidade cristã e as implicações da ética do reino de Deus. No livro, os princípios morais ensinados pelo Mestre são aplicados aos problemas da vida moderna, como ansiedade, medo, infidelidade, ira, compaixão, cobiça, falsidade e preconceito.


ANDRÉ VASCONCELOSFERNANDO DIASGLAUBER ARAÚJO e SUELI FERREIRA são editores de livros na CPB

(Resenha publicada na edição de outubro de 2021 da Revista Adventista)

Última atualização em 11 de outubro de 2021 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Recuperação da aprendizagem

Professor compartilha anseios experimentados durante a quarentena e desafios das escolas no retorno às aulas presenciais.