Livros no metrô

3 minutos de leitura

Testemunho da jovem que começou a estudar a Bíblia depois de ter contato com a nossa literatura numa estação da capital paulista

Ingrid Rachel Di Monaco

Batizada no dia do Impacto Esperança, no ano passado, Vanessa conheceu a mensagem adventista por meio da nossa literatura e da classe bíblica da Igreja do Brooklin. Foto: Wilson Cassimiro

Com a chegada da pandemia ao Brasil, em março de 2020, a Igreja Adventista do Brooklin, na capital paulista, se viu desafiada a transmitir pela internet o conteúdo de sua classe bíblica, que existe há 17 anos. Tudo foi novidade. Novos alunos começaram a surgir, inclusive de diversos lugares bem distantes da igreja. Assim, interessados de outros bairros, cidades, estados e países participavam on-line e a cada reunião se interessavam mais pelo estudo da Bíblia.

Em uma quarta-feira à noite, Vanessa Vasconcelos se apresentou como nova aluna da classe bíblica virtual. Disse que havia recebido o link de uma amiga, Adelise, e a partir de então passou a assistir a todas as aulas. Ela acompanhava os estudos no metrô, enquanto voltava para casa depois do expediente em um grande hospital de São Paulo.

Vanessa estava sedenta da Palavra de Deus. Por isso, começou a estudar a Bíblia também na classe bíblica aos sábados pela manhã. Parecendo saber sempre um pouco mais do que os demais alunos que começaram a estudar no mesmo período, ela respondia prontamente às perguntas feitas pelos instrutores bíblicos, mesmo quando se tratava de temas distintivos da mensagem adventista. Isso chamou a atenção dos professores da classe bíblica. Teria ela já estudado a Bíblia e tido contato com a Igreja Adventista antes? Onde ela havia aprendido tanto? Vanessa respondia que não.

A distância entre sua casa e a Igreja do Brooklin era considerável. Mas, assim que a igreja foi reaberta, em novembro de 2020, ela entrou pela primeira vez em uma igreja adventista. Foi um dia de muita alegria. Porém, a dúvida ainda estava no ar: como ela havia aprendido tanto sobre a Bíblia?

Vanessa também participava do grupo de Discipulado Prático aos sábados à tarde. Durante um encontro do grupo, a professora apresentou o plano de Deus em relação à obra de publicações, a fim de conscientizar os alunos a respeito da importância da pregação por meio da página impressa. Com um vídeo da CPB, ela mostrou que a editora tem um papel importante na “obra daquele outro anjo” (expressão usada para identificar o trabalho de evangelização por meio da página impressa). Foi mostrado também que é nessa instituição que são produzidos os “livros da esperança”.

Nesse momento, a professora notou que Vanessa estava muito emocionada. A jovem pediu um minuto, correu para buscar algo e voltou com diversos livros, dizendo que havia lido todos eles e que não fazia ideia de que essas obras fossem impressas pela Igreja Adventista. Em lágrimas, Vanessa relatou que havia perdido o pai recentemente, o que lhe trouxe grande tristeza e falta de esperança. Contou também que havia feito uma oração pedindo a Deus que dirigisse sua vida e não a deixasse sozinha. E foi nesse momento difícil que ela recebeu esperança por meio dos livros que encontrou na estação Anhangabaú do metrô. Também foi por meio desses livros que ela aprendeu sobre a Bíblia. Na ocasião, Vanessa também soube que esses exemplares haviam sido entregues na estação do metrô por funcionários da Associação Paulistana e ficou surpresa ao saber que Ricardo, um dos instrutores bíblicos, tinha feito parte desse grupo. Tudo fez sentido.

Desde então, Vanessa tem se dedicado ao estudo da Bíblia e tem compartilhado esperança com esse projeto de distribuição de literatura e do link das classes bíblicas do Brooklin. Sua maior alegria foi ser batizada justamente no dia do Impacto Esperança em 2021 (30 de outubro).

INGRID RACHEL MENDES DI MONACO, mestranda em Educação, Arte e História da Cultura na Universidade Presbiteriana Mackenzie, é coordenadora e professora das classes bíblicas da Igreja do Brooklin, na capital paulista

(Texto publicado originalmente na Revista Adventista de março de 2022)

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Perfil pastoral

Pesquisa mostra quem são os pastores que lideram as congregações adventistas na América do Sul.