Motivo para sorrir

2 minutos de leitura

Primeiro curso de Odontologia oferecido na rede educacional adventista sul-americana celebra formatura histórica

Wiliane Passos

Dos 60 alunos que começaram a graduação em 2016, 39 conquistaram o diploma e sairão para servir à igreja e à sociedade. Foto: Naassom Azevedo

“Eu tinha o sonho de fazer um curso que pudesse ajudar as pessoas diretamente”. Esse era o desejo da Luíza Caroline Pereira, da cidade de Jequié (BA). E, apesar das limitações financeiras da família, hoje ela faz parte dos 39 graduados no mês de dezembro em Odontologia na Faculdade Adventista da Bahia (FADBA). A conquista tem um significado ainda mais especial pelo fato de esta ser a primeira turma a obter o diploma no primeiro curso oferecido por uma instituição de ensino superior adventista no subcontinente.

A graduação tem procurado formar profissionais com visão missionária. Aliás, em uma pesquisa interna, foi constatado que mais de 80% deles gostariam de participar de algum projeto evangelístico. Isso se tornou possível por meio dos atendimentos na clínica-escola da faculdade, que beneficiaram cerca de 200 pessoas semanalmente, e de outras atividades extracurriculares, como a missão realizada em Angola (África) em parceria com a Universidade de Loma Linda (EUA).

Ao longos dos cinco anos de formação, eles também participaram de projetos em comunidades isoladas do Amazonas e entre povos indígenas do Tocantins da etnia Carajás, além do envolvimento em programas regionais, realizados em parceria com a ADRA na cidade de Lençóis, na Chapada Diamantina. Os alunos ofereceram cuidados básicos à população nas feiras de saúde locais e realizaram atendimentos mais complexos por meio de uma unidade móvel nas cidades de Cachoeira e Conceição da Feira, bem como nas comunidades quilombolas que foram alcançadas pelo projeto “Um Sorriso Para Você”.

“Desde o início, os alunos se empenharam em projetos locais e no território nacional e internacional porque nosso foco é formar profissionais que amam a missão”, enfatiza Eber Liessi, diretor-geral da instituição.

A FADBA tem investido na formação de cirurgiões-­dentistas preparados para servir à sociedade com excelência. Para tanto, utiliza metodologia de ensino capaz não só de antecipar tendências, mas também de formar profissionais familiarizados com as mais diversas tecnologias e preparados para atuar em várias áreas.

Como resultado, os egressos do curso se destacaram em eventos nacionais e internacionais por meio da apresentação de artigos, projetos de pesquisa e aprovação em programas de residência em Odontologia. A formanda ­Jeisiele Barreto, por exemplo, acumula em seu currículo oito prêmios decorrentes de apresentações em eventos acadêmicos, além da publicação de três artigos científicos e de 13 resumos em anais de congressos e a apresentação de 54 trabalhos em eventos dessa natureza.

Juan Barrientos, coordenador do curso, salienta que os alunos deixam um grande legado de compromisso e muito trabalho. E ressalta: “Deus precisa de profissionais capacitados para ser as mãos que devolvem o sorriso e a esperança àquele que precisa.”

A abertura do curso de Odontologia da FADBA foi autorizada pela Portaria nº 701, em 2015. Já no ano seguinte teve início a primeira turma, com 60 alunos vindos de diversos estados. Hoje existem apenas cinco graduações nessa área na rede adventista em todo o mundo, incluindo o curso implantado mais recentemente pela Universidad Adventista del Plata, na Argentina.

WILIANE PASSOS é assessora de comunicação da Faculdade Adventista
da Bahia (FADBA)

(Reportagem publicada na edição de fevereiro de 2021 da Revista Adventista)

Última atualização em 23 de fevereiro de 2021 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Novas leituras

As hermenêuticas alternativas e suas implicações para a igreja.