Festa baseada nos templos bíblicos reúne milhares de fieis no Paraná

2 minutos de leitura

Evento que acontece pelo 12º ano tem mudado a vida de comunidade rural e atraído cada vez mais visitantes

IMG_8010
Evento que contava inicialmente apenas com as cerca de 80 pessoas que frequentam a igreja localizada numa comunidade rural do município de Mamborê, hoje atrai milhares de pessoas de vários lugares. Foto: Fernando Lorenzzo

O primeiro sábado de maio é o dia mais aguardo no ano por uma comunidade de agricultores do interior do Paraná. Há 12 anos eles realizam a chamada Festa das Primícias, uma celebração baseada nos templos bíblicos que marca a pacata comunidade em que vive esse grupo de adventistas de Mamborê.

As festividades começam já no pôr-do-sol de sexta-feira. Assim que a luz natural se esconde, as luminárias da pequena igreja rural iluminam o ambiente, transformando a escuridão numa paisagem digna de cartão postal. Aos poucos, os membros que vivem nas propriedades rurais que cercam o templo começam a chegar. A programação de sexta-feira é preparada especialmente para eles, uma vez que todos estarão envolvidos no dia seguinte em um mutirão para atender as 3 mil pessoas que confirmaram presença no evento.

Ao raiar do sol, eles ficam a postos para atender os visitantes, que vêm de vários municípios vizinhos e até de outros estados. Ao chegar ao local, percebe-se o empenho dos moradores no preparo da estrutura. Muitos deles chegam a abandonar suas atividades por alguns dias a fim de se dedicar integralmente ao projeto e deixar tudo pronto até a data da celebração. Uma demonstração de que a mordomia cristão envolve não apenas a dedicação dos recursos a Deus, mas também do tempo.

IMG_8055
Pastor Fernando Iglesias, orador da 12ª edição. Foto: Fernando Lorenzzo

“Como fruto do reconhecimento do que Deus faz por eles, a gente percebe a gratidão que eles têm na preparação de tudo isso”, afirma o pastor Fernando Iglesias, orador convidado para a edição deste ano.

Momento marcante

O ponto alto da programação é quando as famílias da localidade, de uma forma simbólica, levam ao altar o melhor daquilo que produzem.  Em silêncio e emocionada, a multidão testemunha a atitude de gratidão e fidelidade a Deus. “Nós fazemos como no passado, entregamos a primeira produção a Deus, o que há de melhor. Foi a maneira que encontramos para agradecer e Ele por tantas bênçãos que derramou ao longo do ano”, explica um dos pioneiros, João Valdemar Zukowski.

IMG_8043
Cerimônia é marcada pela entrega de ofertas em espécie. Agricultores oferecem a Deus os melhores produtos da terra. Foto: Fernando Lorenzzo

De acordo com Ilson Gomes, um dos organizadores da iniciativa, o sucesso da festa se deve a crescente fidelidade dos membros. “Nesses 12 anos de atividades, a gente começa a ver transformações de vida. Temos hoje uma igreja mais unida, mais dedicada e, acima de tudo, uma igreja mais fiel”, explica.

De acordo com ele, a celebração também tem levado outras pessoas a praticar um estilo de vida semelhante. “A Festa das Primícias se tornou um símbolo de fidelidade para aqueles que nos visitam. Quando essas pessoas se deparam com a fidelidade e dedicação dos irmãos, elas começam a entender a necessidade de ser fiéis também. Fidelidade gera fidelidade”, enfatiza.

IMG_8048Clotilde Zenair da Silva, que mora em Cascavel (PR) e percorreu 150 km para participar do evento, voltou para casa impressionada com o que viu. “É nítida a confiança deles em Deus. Fiquei emocionada ao ver as famílias entrando, desde os mais velhos até as crianças, aprendendo desde cedo a entregar o melhor para Deus. Foi um dia inesquecível”, conclui. [Reportagem e fotos: Fernando Lorenzzo]

VEJA MAIS FOTOS DO EVENTO

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Método inovador

Universidade adventista investe em sistema digital para ensinar sobre anatomia humana.