Atenção

Observatório da Liberdade Religiosa é criado no Brasil

1 minuto de leitura
Atuação do Olir deve possibilitar avanços nas discussões sobre liberdade religiosa e influenciar a criação de políticas públicas mais efetivas na área
Observatório da Liberdade Religiosa (Olir) já existe em países como França, Itália e Portugal. Foto: ASN
Observatório da Liberdade Religiosa (Olir) já existe em países como França, Itália e Portugal. Foto: Jefferson Paradello/Equipe ASN

Brasília (DF) – Uma nova entidade criada no Brasil deve contribuir para que o país avance nas discussões sobre liberdade religiosa. Seguindo o exemplo de nações como França, Itália e Portugal, o Brasil passa a contar com um Observatório da Liberdade Religiosa (Olir). A atuação do Olir, com sede em Brasília (DF), deve possibilitar levantamentos e análises mais consistentes sobre o cenário brasileiro, incentivando a criação de políticas públicas efetivas de promoção da laicidade e combate à intolerância religiosa.

Para o presidente da entidade e vice-presidente da Comissão da Liberdade Religiosa da OAB/DF, Bernardo Pablo Sukiennik, o Olir vem preencher uma lacuna nessa área no contexto brasileiro, “pois não há como produzir conhecimento, com profundidade, sem informação”. Em entrevista publicada no Portal Adventista, ele considera que a garantia de liberdade religiosa é um fator preponderante para o desenvolvimento de um país, inclusive no campo econômico. “A História mostra que países os quais ofereceram liberdade religiosa conseguiram desenvolvimento econômico mais sustentável. Em parte, isso se explica porque restrições à liberdade e intolerância religiosa afastam investimentos estrangeiros. Além disso, jovens talentos podem sentir-se forçados a migrar para outros lugares mais tolerantes. Portanto, resumidamente, o respeito à diversidade religiosa é um dos elementos que geram inovação e crescimento econômico”, argumenta Sukiennik.

Para conferir a entrevista na íntegra, clique aqui. [Fonte: ASN]

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Nem só de pão

Os benefícios do jejum, que vão além dos aspectos espirituais e físicos, precisam ser redescobertos e reivindicados pelos cristãos.