Atenção

Vida e Saúde de março trata das vantagens do exercício físico para o cérebro

1 minuto de leitura

Existe grande apelo para que nos exercitemos devido às vantagens para o corpo. Mas o que poucos sabem é que os exercícios fazem bem também para a mente

edicao-de-marco-2015-revista-Vida-e-Saude Leitura, exercícios mentais e outras técnicas podem ajudar a manter o cérebro em boas condições. Mas existe outro fator, esquecido (ou desconhecido) pela maioria das pessoas, que também pode turbinar a nossa memória: os exercícios físicos, especialmente os aeróbicos. O assunto é tema da reportagem de capa da revista Vida e Saúde de março.

“Existe grande apelo para que nos exercitemos devido às vantagens para o corpo. Mas o que poucos sabem é que os exercícios fazem bem também para a mente. A memória que o diga!”, diz o editor do periódico e autor da reportagem, Michelson Borges.

Segundo a publicação, estudos recentes têm mostrado que 15 minutos de exercícios cardiovasculares três ou mais vezes por semana podem retardar a demência. Uma das pesquisas citadas no texto foi realizada pelo Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos, e publicado no periódico Acta Psychologica, comprovando que mesmo poucos minutos de exercícios físicos têm efeitos reais sobre o cérebro.

Na escola de medicina de Houston, no Texas, cientistas também monitoraram um grupo de pessoas sadias acima de 65 anos durante quatro anos e chegaram a importantes conclusões sobre o comprometimento cerebral influenciado pelo sedentarismo. “Quando o estudo começou, todos eles trabalhavam. Depois de dois anos, um terço permaneceu no emprego; outro terço optou pela aposentadoria, mas manteve algum tipo de atividade (exercícios físicos, jardinagem, leitura regular). O restante optou pelo sedentarismo. Na fase inicial da pesquisa, os participantes se submeteram a testes neurológicos e psicológicos e tiveram o fluxo sanguíneo e cerebral avaliado. Quatro anos depois, os inativos revelaram diminuição no aporte de sangue ao cérebro e se saíram mal nos teste cognitivos”, descreve a reportagem.

A matéria de capa, que também traz dicas para ativar o cérebro, revela ainda que a prática regular de exercícios físicos pode não apenas ajudar a preservar nosso órgão mais importante, mas até mesmo a recuperar a memória e a saúde mental e física de idosos. [Da redação / Com informações da revista Vida e Saúde]

VEJA OUTROS DESTAQUES DA EDIÇÃO

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Entre dois mundos

Ficção cristã alerta jovens sobre o perigo da vida dupla.