Tecnologia para matar a sede

1 minuto de leitura

Por meio de uma parceria com o grupo dinamarquês Grundfos, a ADRA Internacional pretende nos próximos cinco anos fornecer água potável para 1,5 milhão de pessoas na África, Ásia, Pacífico Sul e nas Américas Central e do Sul. A intenção é melhorar o saneamento básico nessas comunidades usando bombas movidas a energia solar. Neste ano, o projeto já deve atender Haiti, Moçambique e Nepal [Equipe RA, da Redação / Com informações da ADRA Internacional / Foto: reprodução do site da Adventist Review].

Última atualização em 16 de outubro de 2017 por Márcio Tonetti.

Sobre Da redação

Da redação
Equipe RA

Veja Também

Desfecho inesperado

O que fez do adventismo o maior movimento protestante doutrinariamente unificado ao redor do mundo.